15.8 C
Castelo Branco
Domingo, Abril 18, 2021
No menu items!
Início Nacional Balanço positivo na avaliação do Programa de Revitalização do Pinhal Interior (PRPI)

Balanço positivo na avaliação do Programa de Revitalização do Pinhal Interior (PRPI)

O Pinhal Interior atraiu quase 90 milhões de euros em investimento desde 2017, ano em que foi criado o Programa de Revitalização do Pinhal Interior (PRPI), informou o Ministro Adjunto e da Economia, no dia 4 de setembro, na reunião do balanço deste programa que aconteceu em Proença-a-Nova.

No fecho deste ciclo os resultados são positivos: “das 55 medidas do PRPI, cerca de 50 medidas estão executadas ou em fase de concretização. Foi reconhecido por todos que tiveram um impacto muito positivo”, afirmou Siza Vieira.

Para o Ministro estes resultados representam uma mobilização e um esforço muito grande na diversificação da base económica nestes territórios, nomeadamente nos setores turístico, industrial e dos serviços.

Neste âmbito, entrou em vigor no início do ano um Programa de Captação de Investimento para o Interior que visa promover estes territórios junto de investidores internacionais e nacionais, simplificar os licenciamentos para os projetos localizados no interior e ter apoios mais dirigidos, quer financeiros, quer de outra natureza.

“Aquilo que fizemos foi assegurar apoio financeiro ao abrigo do PT 2020 e são especificamente dirigidos aos territórios de baixa densidade. A procura destes apoios para estes territórios foi superior às nossas expetativas. Isso diz-nos que este é o caminho a seguir se queremos atrair investimento que crie emprego e fixe população”, acrescentou Siza Vieira.

O presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo, frisou ainda que este programa “potenciou aquilo que foram as medidas alocadas de forma diferenciada para estes territórios e aproveito para realçar a importância das políticas do Governo em consonância com as autarquias, pois são a autoridade mais próxima no terreno”.

Sobre a fileira florestal, o governante realçou que outro dos objetivos do PRPI passa por melhorar a resiliência do território e diversificar a atividade florestal, reconhecendo que “há um caminho que está a ser feito. Os passos que foram dados até à data são importantes e sólidos”.

Recorde-se que o Programa de Revitalização do Pinhal Interior (PRPI) contém dois eixos estratégicos, centrados no renascer da floresta e na revitalização económica e social dos municípios afetados pelos incêndios.

E, neste âmbito, Siza Vieira realçou a aprovação do regime do cadastro simplificado que foi generalizado a todo o país, a revisão do regime das terras sem dono conhecido e algumas medidas de estruturação fundiária e de apoio ao emparcelamento da propriedade, que é atualmente um dos entraves ao investimento na floresta, além da “perceção de que o risco de que o investimento se possa perder devido a um fogo florestal é muito elevado. Temos que melhorar nesse caminho. É longo, está em curso, mas tem que prosseguir ainda”, concluiu.

Na reunião estiveram presentes 19 concelhos do Pinhal Interior: Góis, Lousã, Miranda do Corvo, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penela, Tábua, Vila Nova Poiares, Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Pedrogão Grande, Oleiros, Proença-a-Nova, Mação, Sertã e Vila de Rei, bem como os representantes do Ministério dos Negócios Estrangeiros, da Defesa Nacional, da Administração Interna, da Justiça, da Economia, da Cultura, da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, da Educação, do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, da Saúde, do Planeamento, das Infraestruturas da Habitação, do Ambiente e Transição Energética, da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: