20.9 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Abril 19, 2021
No menu items!
Início Cultura Exposição Fotográfica “Singular do Plural” inaugurada na Casa do Arco do Bispo

Exposição Fotográfica “Singular do Plural” inaugurada na Casa do Arco do Bispo

Foi inaugurada publicamente, na última terça-feira, dia 8 de Outubro, na Casa do Arco do Bispo, em Castelo Branco a exposição fotográfica “Singular do Plural”, promovida localmente pela EAPN Portugal em parceria com a Junta de Freguesia de Castelo Branco.

A exposição tem como objetivo, influenciar positivamente a imagem social das comunidades ciganas na sociedade maioritária, contribuindo para um melhor conhecimento sobre estas e para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva.

Carlos Miguel, presidente da CM Torres Vedras entre 2004 e 2015, sendo desde então secretário de Estado das Autarquias Locais desde 26 de novembro de 2015

Esta exposição que já percorreu diversas regiões do país, tem o objetivo de desmistificar um plural – “os ciganos” – supostamente representativo de uma entidade coletiva apenas imaginária, e quase sempre negativa, que procura classificar o todo, ignorando as partes.

Da exposição constam vinte retratos de vinte pessoas de etnia cigana que trabalham em vinte profissões diferentes, perfeitamente integradas na sociedade.

A sessão de abertura contou, para além de Leopoldo Rodrigues, presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco com Maria José Vicente, socióloga da EAPN Portugal (Rede Europeia Anti-Pobreza), José Augusto Alves, vice-presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco e António Melo Bernardo, diretor do Centro Distrital de Segurança Social de Castelo, que discursaram, aprofundadamente, sobre a qualidade e a importância da temática da exposição.

 Posteriormente, Maria José Vicente (EAPN Portugal) apresentou, detalhadamente, todos os retratos que fazem parte da exposição.

Importa realçar, também, o facto importante de terem estado presentes nesta apresentação mais de uma dezena de pessoas pertencentes à comunidade cigana de Castelo Branco.

Da esquerda para a direita, Maria José Vicente (EAPN Portugal), José Augusto Alves, vice-presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, Leopoldo Rodrigues, presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco e António Melo Bernardo, diretor do Centro Distrital de Segurança Social

Esta é uma iniciativa que interpela os discursos que legitimam o desenvolvimento de atitudes de discriminação face a estas comunidades, que dá a conhecer testemunhos de mulheres e de homens com vista a mostrar à sociedade em geral e, de forma particular, às comunidades ciganas, que existem outras realidades sobre as mesmas, nomeadamente no acesso à educação e ao emprego.

A exposição vai estar patente na Casa do Arco do Bispo em Castelo Branco até ao próximo dia 18 de outubro.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: