Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Fevereiro 23, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

A história esteve presente em palestra na freguesia de Aranhas

A história esteve presente em palestra na freguesia de Aranhas
José Lagiosa

A Real Associação da Beira Interior, organizou no dia 27, uma palestra subordinada ao tema “Aníbal Barca, os Celtas e os Povos Pré-Romanos na Beira-Baixa”, o evento foi realizado na Junta de Freguesia de Aranhas, sendo o orador convidado, o escocês, músico, compositor e investigador Tom Hamilton.

O evento teve o apoio da Junta de Freguesia de Aranhas.

Na Mesa esteve o orador, o presidente da Junta de Freguesia de , Luís Vaz e o presidente da Real Associação da Beira Interior, Luís Duque-Vieira.

Tom Hamilton, desde que veio para Beira-Baixa, Portugal, começou a mostrar muito interesse pelos Vetões que viveram lado-a-lado com os Lusitanos e pelos povos Pré-Romanos que habitaram a Península Ibérica e a Beira-Baixa: Lusitanos, Vetões, Fenícios, Cartaginenses, gregos, hebreus e berberes.

A actual região da Beira-Baixa era a Vetónia, mas com a anexação de Roma, os romanos generalizaram o território e chamaram à Vetónia, também Lusitânia.

Os Vetões eram óptimos na cavalaria, situação que os levou a coligarem-se com os exércitos de Aníbal Barca e com os Lusitanos nos combates contra Roma.

As escolas têm feito muito destaque a Roma, e pouco têm falado dos povos Pré-Romanos, como o caso dos Celtas que têm presença em Portugal, Espanha, França, Escócia, País de Gales, Cornualha, Irlanda do Norte e Irlanda.

20.000 pessoas que vivem nas Ilhas Britânicas e na Ilha de Irlanda ao fazerem o teste do DNA descobriram que têm antepassados na Península Ibérica.

De facto os Celtas não deixaram registos escritos, mas sim orais por parte dos bardos e druidas.

Roma anexou a Península Ibérica, pois queria possuir as suas riquezas: ouro, prata, azeite, vinho…com a anexação da Península Ibérica por parte dos romanos, os Celtas deixaram de viver nos castros.

Aníbal Barca, fez frente a Roma, e foi um dos grandes terrores de Roma.

O Cartaginês Aníbal, sendo militar, era filho do militar Amílcar e sobrinho do militar Asdrúbal.

Aníbal nas suas campanhas contra Roma, teve o apoio dos Vetões e dos berberes.

Os cartaginenses seguiram os fenícios na arte da navegação e comércio, mas também eram militares que queriam conquistar Roma e ser os Senhores da Antiguidade.

Aníbal Barca, filho de um Cartaginês e de uma lisboeta, nasceu nas Ilhas Baleares, organizou o seu grande exército em Castelo Branco, na Beira-Baixa.

Vários autores referem-se aos povos Pré-Romanos tais como: Gaspar Alvares Lousada, Porfírio da Silva, Manuel Farias de Sousa, Dom Fernando de Almeida.

Comentar