8.9 C
Castelo Branco
Terça-feira, Outubro 27, 2020
No menu items!
Início Nacional O proTEJO irá atuar caso a ANA-Aeroportos não seja mais sensata que...

O proTEJO irá atuar caso a ANA-Aeroportos não seja mais sensata que a Agência Portuguesa do Ambiente

O Movimento proTEJO compromete-se a atuar em prol da defesa da Reserva Natural do Estuário do Tejo caso a ANA-AEROPORTOS não seja mais sensata que a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), rejeitando a opção pelo aeroporto do Montijo e a sua Declaração de Impacte Ambiental, e estudando as localizações alternativas com menor impacte no ambiente e na saúde humana

O proTEJO foi notificado, na última quinta-feira, pela APA quanto à comunicação ao Proponente, a ANA, da decisão favorável condicionada ao projeto do Aeroporto do Montijo.

O movimento já tinha considerado que o processo de Avaliação de Impactes Ambientais apresentava várias desconformidades, nomeadamente, obrigatoriedade da realização de uma Avaliação Ambiental Estratégica para a solução de mobilidade internacional e aeroportuária para Lisboa, que considerasse os impactes ambientais e as externalidades negativas, nomeadamente, quanto à saúde humana e à conservação da biodiversidade.

Tal apenas seria possível mediante o estudo de localizações alternativas, em articulação com o aeroporto Humberto Delgado em Lisboa e/ou a sua eventual deslocalização, de desenvolvimento do transporte aéreo e de mobilidade, incluindo a ferrovia como alternativa parcial ao transporte aéreo.

Estuário do Tejo junto ao Montijo

Segundo porta-voz do proTEJO “Haveria várias opções que poderiam ter sido consolidadas e comparadas, até numa perspetiva de complementaridade com a ferrovia a nível nacional e internacional. Essas opções poderiam ser adotadas pelas companhias aéreas como complemento, mas claro, dependem da existência de uma linha ferroviária para começar”.

Na opinião do ProTejo, caberia à APA emitir uma Declaração de Impacte Ambiental Desfavorável sobre este Estudo de Impacte Ambiental, visto que está em desconformidade com os normativos legais nacionais, comunitários e internacionais, destacando-se as Diretivas Aves e Habitats, assim como outros compromissos assumidos pelo estado Português internacionalmente.

O Estuário do Tejo é sítio RAMSAR, assim designado pela Convenção sobre Zonas Húmidas de Importância Internacional, especialmente como Habitat de Aves Aquáticas.

Para além da sua importância para aves migradoras, que serão profundamente afetadas pelas múltiplas aterragens e descolagens de aviões comerciais, a implantação aeroporto do Montijo irá destruir parte dos seus habitats.

Também as infraestruturas de suporte à atividade aeronáutica e o gigantesco aumento da atividade económica levarão a uma especulação imobiliária que potenciará novas zonas edificadas nas imediações do Estuário do Tejo.

Novo aeroporto coloca em perigo toda a fauna do estuário do Tejo

“O distúrbio nos habitats será profundo”, referem os porta-vozes do movimento e acrescentam que “A destruição não acontecerá apenas com a construção da infraestrutura, mas com tudo o que a envolve, surgindo com isso os impactes para os quais não haverá mitigação assegurada pela Operadora. A destruição das zonas húmidas será real, dificilmente controlável e irreversível.”

O Movimento proTEJO nota que estas zonas húmidas têm elevada importância, sobretudo no combate às alterações climáticas, visto que:

  1. controlam as inundações e a erosão, através da retenção e absorção da água de grandes chuvadas, sendo que a vegetação reduz a velocidade da corrente;
  2. purificam a água pela retenção das substâncias poluentes, que transformam e tornam inofensivas; e
  3. alimentam os reservatórios naturais subterrâneos de água doce, que utilizamos para o consumo humano (cf. ICNF).

Por todas estas razões, o proTEJO – Movimento pelo Tejo irá atuar nas instâncias nacionais, comunitárias e internacionais, “Pela defesa de um Tejo que, apesar de tantos problemas, ainda tem joias como a Reserva Natural do Estuário do Tejo”, concluem.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

OE2021: Costa abre debate de terça-feira com viabilização da proposta só garantida na generalidade

O primeiro-ministro abre na terça-feira na Assembleia da República o debate da proposta de Orçamento do Estado para 2021, que só tem...

Escola Internacional de Línguas em Vila de Rei: consulte as turmas e horários

Encontram-se ainda a decorrer as inscrições para as aulas em Vila de Rei do Curso de Inglês para crianças, adolescentes e adultos,...

100 alunos de escolas da região gravam CD com o Coro Misto da Beira Interior

No âmbito da comemoração do 30º aniversário do Coro Misto da Beira Interior, cinco alunos do Agrupamento de Escolas de Proença-a-Nova, com...

Grupo de Escoteiros de Penamacor oficialmente reativado

O Grupo de Escoteiros AEP 163 de Penamacor foi oficialmente reativado. A reativação foi assinalada com uma cerimónia de...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: