15.8 C
Castelo Branco
Domingo, Abril 18, 2021
No menu items!
Início Cultura Belmonte homenageia Samuel Schwarz no Museu Judaico

Belmonte homenageia Samuel Schwarz no Museu Judaico

Samuel Schwarz vai ser homenageado nos próximos dias 19 e 20 de dezembro no Museu Judaico de Belmonte.

Samuel Schwarz, nasceu em Zgierz (Polónia) a 12 de fevereiro de 1880, sendo o primeiro filho de um casal da comunidade judaica local.

Profissionalmente decidiu percorrer o caminho que o levou à École Supérieure des Mines de Paris, onde obteve o grau de engenheiro, em 1904.

Em trabalho, iniciou um ciclo de viagens que o levaram por toda a Europa e até ao Cáucaso e Azerbeijão, passando pela Polónia, Itália, Espanha e, finalmente, Portugal, onde acabou por se fixar.

Em 1914, constituiu família, nascendo em 1915 em Lisboa a única filha do casal.

Uma vez em Portugal, Samuel Schwarz e usando o seu equipamento fotográfico e de filmar, captou momentos e lugares significativos, frequentou a Comunidade Judaica de Lisboa e, necessariamente, começou a trabalhar na sua área profissional.

Trabalhando como engenheiro na região de Vilar Formoso e Belmonte, deparou-se com comunidades esquecidas de judeus , melhor, de ‘cripto-judeus’ ou marranos, que se assumiam como cristãos perante vizinhos e forasteiros, mas que persistiam, havia séculos, no seu culto ancestral, no recato e reserva dos seus lares.

Em 1925, publica o livro “Os cristãos-novos em Portugal no século XX”, livro que dá a conhecer ao mundo a existência de comunidade de Judeus em Belmonte.

Na década de 30 do século XX, já em Lisboa, Samuel Schwarz aprofundou as suas ligações ao país de acolhimento, pedindo e obtendo a naturalização.

Morreu em Lisboa, em 1953.               

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: