Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Maio 27, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Mutualista Covilhanense com orçamento de 2,4 milhões de euros para 2020

Mutualista Covilhanense com orçamento de 2,4 milhões de euros para 2020
José Lagiosa

Associação comemorará 125 anos de história associativa. Abertura do hostel, em construção no centro da Covilhã, será um dos pontos altos do ano

Os associados da Mutualista Covilhanense aprovaram por unanimidade em Assembleia Geral, ontem à noite (27 dezembro), o Plano de Atividades e Orçamento para 2020, no valor de 1,7 milhões de euros, a que se juntam 750 mil euros de intenções de investimentos, entre os quais está a conclusão da obra de requalificação do imóvel da Avenida de Santarém em hostel, cuja inauguração deverá coincidir com as comemorações do 125º aniversário de história associativa da Instituição.

No total, os documentos previsionais apontam para cerca de 2,4 milhões de euros.

Em construção desde meados de 2019, pela empresa Damião & Belo Lda, o hostel está a ser financiado pelo Fundo de Desenvolvimento Urbano (FDU), através da iniciativa Jessica, instrumento financeiro promovido pela Comissão Europeia e desenvolvido pelo Banco Europeu de Investimento (BEI), e o investimento total previsto para o ano de 2020 é de 450 mil euros.

Segundo Nelson Silva, presidente da Direção da Mutualista Covilhanense, “as obras estão a decorrer a bom ritmo, de acordo com o previsto, devendo estar concluídas durante o verão de 2020”.

Construído nos anos 30 e doado à Associação em 2010 pela família Costa e Moura, o edifício tem 3 pisos e uma área de implantação de 358 metros quadrados.

Nelson Silva

As 38 camas serão distribuídas por 5 dormitórios, 7 quartos duplos e duas suites.

A outra intenção de investimento diz respeito a uma candidatura que acaba de ser submetida ao Portugal 2020, no valor de 304 mil euros, com o objetivo de intervir no edifício-sede da Mutualista Covilhanense, na Rua Capitão João Almeida, ao nível da eficiência energética, obras de requalificação e equipamentos.

“Não é a primeira vez que apresentamos uma candidatura a fundos comunitários com vista a uma importante reabilitação do edifício, sobretudo ao nível da eficiência energética, eesperamos que desta vezpossa ser aprovada”, afirma Nelson Silva.

Entre os grandes objetivos programáticos para 2020 contam-se também a certificação de qualidade do Serviço de Apoio Domiciliário, o reforço da frota automóvel, a continuidade do crescimento da Farmácia através de novos projetos e parcerias e ainda a expansão do projeto da Unidade Móvel de Saúde, a começar pela implementação deste serviço e com médico no Sarzedo em janeiro, como já anunciado.

Também em destaque no Plano de Atividades está a Plataforma Supramunicipal de Intervenção Social da Cova da Beira, da qual fazem parte também a Santa Casa da Misericórdia de Belmonte e o Centro Comunitário das Lameiras.

A prossecução da aposta na formação dos funcionários e capacitação da Associação, a criação de mais benefícios para os associados, a informatização do sistema de cobrança de quotas, o crescimento do Centro Clínico e o estabelecimento de mais parcerias com outras instituições sociais e empresas são outros dos objetivos constantes no Plano de Atividades.

Em 2020, a Mutualista Covilhanense comemorará não só 125 anos de história associativa, como também 90 anos de fundação, o que será assinalado com o lançamento de um livro sobre a Associação, um projeto iniciado há mais de um ano e coordenado plo escritor João Morgado, também presidente da Mesa da Assembleia Geral, desde 7 de dezembro último.

A efeméride será assinalada com um programa comemorativo especial.

Comentar