13.3 C
Castelo Branco
Domingo, Abril 18, 2021
No menu items!
Início Cultura Enchido foi “rei” em Aranhas

Enchido foi “rei” em Aranhas

A Festa das Varas do Fumeiro voltou a celebrar um dos produtos de excelência da Beira Baixa: o enchido. No sábado, dia 25, decorreu o momento alto do certame com o Desfile das Varas e ontem, dia 26, decorreu o XXI Festival de Folclore

Os enchidos foram, mais uma vez, “reis” na festa que decorreuem Aranhas, num evento que contou, ainda, com expositores, tasquinhas, música e muita animação.

A Festa das Varas do Fumeiro pretende destacar um dos produtos de excelência da Beira Baixa: o enchido.

Este é um evento que pretende unir as tradições locais do mês de janeiro aos produtos de excelência, afirmando os saberes e sabores da aldeia de Aranhas.

O evento foi inaugurado no dia 24, com visita aos expositores e inauguração da exposição de fotografia “Gentes com história”, da autoria de Jolon, que esteve patente no lagar.

Neste dia, a animação de rua esteve garantida com as Concertinas do Ribatejo, as Tresmoças, o Grupo de Fados João Morgado e o Projeto Ti Folia.

Ainda no mesmo dia, destaque para o showcooking a cargo dos alunos do curso de cozinha e pastelaria do Agrupamento de Escolas Ribeiro Sanches e para a atuação do Grupo Trad & Canto, no Adro da Igreja.

Já sábado, dia 25 de janeiro, destaque para a apresentação do livro “As estranhas e fantásticas histórias de Jolon”, 2º Volume, de José Lopes Nunes, no lagar, e para o momento alto do certame, com o Cantar das Janeiras, o Desfile das Varas, a Leitura da Carta do Fumeiro e o Leilão das Varas.

A Festa das Varas do Fumeiro

A animação esteve a cargo dos grupos Pifaradas e Gaitadas, Picadinhos da Concertina, Marias Malucas (teatro de rua), Melrinhos, Tresmoças, Grupo de Música popular de Cernache do Bonjardim e Fanfarrões. Decorreu, ainda, o atelier de gastronomia “À mesa com o fumeiro”, a cargo do Chef Valdir Lubave, e, pela noite, o Grupo Antígona Ensemble atuou no Largo da Igreja.

Para o último dia, domingo, decorreram as apresentações dos livros “ Coisas que acontecem”, de Inês Raposo, e “Construção do Mundo”, de Fábio Monteiro, ambas no lagar, sendo que a animação de rua esteve encarregue dos Fanfarra NemFáNemFum, de “O tratador e os seus três porquinhos” (teatro de rua) e de Os Melrinhos.

Este domingo, decorreu, ainda, o XXI Festival de Folclore, que contou com as atuações do Grupo Grande Roda do Teixoso, do Grupo Folklórico “Las Mondas” de Calzadilla / Espanha, do Grupo Sevillanas de Eljas / Espanha, do Rancho Folclórico da Alegria / Enxames, da Asociación Folklórica Cultural U Fresnu / Espanha e do anfitrião Rancho Folclórico de Aranhas.

De realçar que o programa Domingo à Tarde, da RTP, esteve em direto da Festa das Varas do Fumeiro, neste último dia.

O evento contou, ainda, durante os três dias com o espaço infantil Quinta da Brincadeira e com pequenos madeiros espalhados pela aldeia.

A Festa das Varas do Fumeiro resulta de uma organização conjunta da Freguesia de Aranhas e do Município de Penamacor.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: