Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Fevereiro 17, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Alunos da Universidade Sénior assistem à impressão do jornal “A Voz Sénior”

Alunos da Universidade Sénior assistem à impressão do jornal “A Voz Sénior”
José Lagiosa

A Universidade Sénior de Proença-a-Nova promoveu uma visita ao jornal a Reconquista, em Castelo Branco, no âmbito da disciplina de Jornalismo, tendo os 24 alunos presentes tido a oportunidade de assistir à impressão da terceira edição do jornal “A Voz Sénior”, uma publicação que dá conta dos principais momentos do ano letivo 2018/2019.

Guiados pelo jornalista José Furtado, da Reconquista, foi apresentado todo o processo de impressão, desde o momento em que são realizadas as quatro chapas (uma por cada cor), colocadas na rotativa já alimentada pelos rolos de papel – específicos para a impressão de jornais, até à fase de embalamento e expedição.

Após o início da impressão, os técnicos têm de realizar os ajustes de cor durante a impressão contínua, obrigando a uma correria até tudo estar de acordo com os padrões pré-definidos.

Se no caso de A Voz Sénior o processo foi relativamente rápido, na impressão de grandes tiragens, como é o caso da Reconquista, demora mais tempo.

O facto de o jornal ter adquirido a sua própria rotativa permitiu avançar a hora de fecho da edição e, consequentemente, de impressão, tem de estar concluída a tempo de seguir para os correios na véspera da data de capa, que é à quinta-feira.

A Reconquista é, inclusivamente, das poucas empresas a possuir uma gráfica no interior do país, realizando a impressão de outros jornais, como O Concelho de Proença-a-Nova ou o Ecos da Sobreira, os dois títulos concelhios.

No final da visita, houve ainda tempo para trocar algumas ideias sobre a importância da imprensa regional e do papel do jornalista nesta função.

A proliferação de canais digitais fez também aumentar o alcance das chamadas falsas notícias, sendo mais do que nunca necessária a chancela de verdade que o trabalho jornalístico garante.

Ainda que a Reconquista também aposte no digital, com a realização de reportagens em vídeo para os seus canais, os jornais em papel ainda têm o seu espaço, sendo os leitores convidados a assumir a responsabilidade que têm em manter a imprensa independente dos poderes económicos, ao tornarem-se a sua principal fonte de financiamento.

Comentar