Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Julho 11, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Bloco de Esquerda denuncia problemas ambientais no Bairro da Boa Esperança em Castelo Branco

Bloco de Esquerda denuncia problemas ambientais no Bairro da Boa Esperança em Castelo Branco
José Lagiosa

O Núcleo Concelhio do Bloco de Esquerda (BE) acusa, os Serviços Municipalizados de Castelo Branco, de fazerem diferente do que dizem.

A afirmação prende-se com “anomalias constantes no sistema, por avaria dos equipamentos, com afetação clara da qualidade de vida dos moradores do Bairro da Boa Esperança”, sustentam os bloquistas em comunicado.

Segundo o mesmo documento, os moradores da zona residencial “estão sujeitos a um cheiro nauseabundo das águas residuais, acumulação de dejetos e eventual infiltração nos terrenos onde cultivam produtos hortícolas para consumo próprio, resultantes das descargas indevidas”.

Problemas ambientais são recorrentes no Bairro da Boa Esperança

Ainda segundo a mesma fonte alguns “moradores promoveram a recolha de amostras das águas residuais, para análise, com resultados que excediam em muito os valores paramétricos”.

O BE acusa, os Serviços Municipalizados de Castelo Branco de contrariar, na prática, a afirmação de que “vão continuar a apostar numa estratégia que procura um serviço de excelência na distribuição da água, recolha e saneamento das águas residuais, recolha de resíduos urbanos, higiene e limpeza urbanas”.

“E não vale a pena virem dizer-nos que estão apostados em garantir eficácia e sustentabilidade com uma cobertura adequada do serviço público em todo o concelho. Este caso contraria esta afirmação e revela negligência e passividade total perante as justas reclamações dos residentes”, refere o mesmo documento do BE.

A céu aberto

“O problema está diagnosticado há vários anos, já se registaram algumas participações ao SEPNA (Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente), é do conhecimento da APA – Agência Portuguesa do Ambiente, mas tudo continua na mesma, sem qualquer desenvolvimento com soluções técnicas adequadas que bloqueiem, em definitivo, os episódios referidos”, conclui a nota dos bloquistas.

A vermelho, trajeto das águas residuais a céu aberto

Comentar