Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Julho 10, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Orçamento de Idanha-a-Nova para 2020 mantém o foco no progresso económico e na coesão social

Orçamento de Idanha-a-Nova para 2020 mantém o foco no progresso económico e na coesão social
José Lagiosa

O Orçamento para 2020 da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, no valor de 23,9 milhões de euros, apresenta uma estratégia centrada na promoção da qualidade de vida da população, na captação de investimento e na criação de riqueza e emprego.

O documento foi aprovado por maioria na Assembleia Municipal, em dezembro último, e define as linhas orientadoras para manter o concelho de Idanha-a-Nova no caminho do desenvolvimento sustentado.

“A prioridade incide sobre a implementação de políticas públicas em prol da coesão económica e social do nosso concelho, numa lógica de progresso e desenvolvimento sustentado, que privilegia as áreas da educação, ação social, saúde, ambiente e economia”, refere o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto.

O autarca explica que a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova pretende “reforçar em 2020 a sua capacidade de resposta aos anseios da população, satisfazer as necessidades coletivas de munícipes, turistas e investidores”, agora perante novos desafios e responsabilidades, por via da descentralização de competências nas áreas da educação, da segurança, da saúde, da habitação, da cultura e da ação social, entre outras”.

A Câmara de Idanha-a-Nova entende, por isso, que o Orçamento para 2020 deverá ser um processo dinâmico, flexível e, portanto, adaptável a uma realidade sempre em mudança. 

Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova durante uma visita no Ladoeiro

Não obstante, o Orçamento deste ano constitui um instrumento de gestão rigoroso, ponderado e estratégico, que assegura o cumprimento do princípio do equilíbrio orçamental.

O presidente da Câmara de Idanha-a-Nova lembra que “os números mais recentes demonstram um histórico de respeito, uma vez que Idanha-a-Nova no panorama dos municípios portugueses continua a apresentar uma situação financeira equilibrada”.

Por isso, Armindo Jacinto garante que o Executivo “irá continuar a trabalhar diariamente para criar melhores condições de vida para os munícipes e a potenciar mais oportunidades para instituições e tecido empresarial”.

Os resultados têm demostrado que Idanha está no caminho certo.

O mais significativo dos indicadores advém, porventura, da análise dos fluxos migratórios, pois, pela primeira vez em 70 anos, Idanha-a-Nova está à beira de atingir resultados positivos, ou seja, começam a mudar-se mais pessoas para o concelho do que aquelas que saem.

Assim, o caminho traçado para 2020 vai continuar a privilegiar políticas centradas nas pessoas.

A Câmara de Idanha-a-Nova pretende reforçar a prestação de serviços públicos em todas as vilas e aldeias, em articulação com as Juntas de Freguesia e outras instituições, bem como a fazer do concelho um espaço de oportunidade para famílias e empresas.

Comentar