14.3 C
Castelo Branco
Domingo, Outubro 17, 2021
No menu items!
InícioInternacionalMel português conquista Medalha de Prata em Concurso Internacional

Mel português conquista Medalha de Prata em Concurso Internacional

Apijardins de Castelo Branco novamente distinguida

Depois do prémio de melhor mel ibérico monofloral de rosmaninho com que foi distinguida em 2018, em concurso a nível da Península Ibérico, a Apijardins conquistou agora na competição mundial International Taste Awards 2020 duas Medalhas de Prata para Portugal e para a região de Castelo Branco.

Realizou-se em Itália e foram a concurso 600 produtos de 31 países – Afeganistão, Argentina, Bélgica, Brasil, Canadá, Equador, França, Alemanha, Grécia, China, Croácia, República Checa, Hungria, Irlanda, Índia, Irão, Itália, Jamaica, Japão, Letónia, Nova Zelândia, Portugal, Roménia, Eslovénia, Eslováquia, Espanha, África do Sul, Suíça, Turquia, Tailândia, Reino Unido e EUA.

Mel da Apijardins

Mais de centena e meia de juízes (provadores, assessores, sommeliers, especialistas gastronómicos, jornalistas, gourmets, operadores de negócios e compradores) avaliaram de forma séria, pontual e precisa os produtos pontuando à centésima o nível de qualidade.

Depois de todas as fases de prova e teste dos juízes foram cruzados cerca 12.000 painéis de avaliação para chegarem a um veredicto final.

Para a categoria do mel:

Medalha de Ouro (Gold Award) – Grécia,OrganicBeez, Mel de Tomilho (Pontuação 92/100);

2 Medalhas de Prata (Silver Award) – Portugal, Mel de Rosmaninho Apijardins (88/100) e Mel Multifloral Apijardins (82/100);

Mel da Apijardins arrecadou 2 medalhas de prata

Os resultados podem ser consultados em:

https://www.internationaltasteawards.com/en/risultati.php

Recorde-se que a Apijardins nasceu em 2013 no concelho de Castelo Branco e foi fundada por Filipa Almeida, onde é gerente, arquiteta paisagista e apicultora profissional.

Tem como inspiração a recuperação de áreas degradadas em espaços de regeneração natural da vegetação autóctone, reconvertendo áreas abandonadas, através da aplicação de técnicas de recuperação paisagística e promoção da sucessão ecológica natural, em áreas de pasto natural para as abelhas e instalação de apiários perfeitamente integrados na paisagem,
demonstrando que arquitetura paisagista e apicultura podem-se complementar e influenciar reciprocamente de forma positiva.

A Apijardins reúne deste modo o gosto pelas duas atividades e a sua atuação integra os conhecimentos de ambas, no sentido de as valorizar mutuamente.

O aproveitamento, a conservação e a valorização da flora apícola (gestão ativa da paisagem) e o acompanhamento das colónias de forma ecologicamente sustentável, permitem a produção de um Mel Monofloral
de Rosmaninho único e agora reconhecido mundialmente.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: