Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Maio 27, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Castelo Branco atribui Medalhas de Ouro nos 249 anos da cidade

Castelo Branco atribui Medalhas de Ouro nos 249 anos da cidade
José Lagiosa

No dia em que Castelo Branco celebra 249 anos de elevação a cidade, Manuel Cargaleiro, Fernando Dias de Carvalho, Arnaldo Brás e Maria de Lourdes Pombo vão ser distinguidos pelo relevante serviço prestado à sociedade nas respetivas áreas de atuação.

Luís Correia, presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, propôs, em Reunião de Câmara Privada do passado dia 7 de fevereiro, a atribuição da medalha de ouro a estas quatro personalidades, proposta que foi aprovada por unanimidade.

O Mestre Manuel Cargaleiro ceramista e pintor reconhecido a nível nacional e internacional, já participou em exposições particulares e coletivas nos quatro cantos do mundo. Natural do Distrito Castelo Branco, o seu contributo para o enriquecimento da oferta cultural presente na cidade é inestimável, numa coleção que conta com mais de 300 obras no Museu Cargaleiro.

Mestre Manuel Cargaleiro, Fernando Dias de Carvalho, Arnaldo Brás e Maria de Lurdes Pombo

Fernando Dias de Carvalho, médico pediatra, foi o grande impulsionador do Hospital Amato Lusitano e o seu primeiro diretor, entre 1975 e 1986, foi também presidente da CIJE – Casa da Infância e Juventude – e da APPACDM de Castelo Branco – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental. Um verdadeiro humanista que dedicou o seu serviço em prol dos mais vulneráveis, as crianças.

Para além dos vários cargos de cariz político que assumiu, onde se incluem 20 anos como vereador (1998 – 2013) e vice-presidente (2013 – 2017) na Câmara Municipal de Castelo Branco, Arnaldo Brás é, atualmente, presidente de Direção da Amato Lusitano – Associação de Desenvolvimento desde 1998.

A sua ação contribuiu para o desenvolvimento de inúmeros projetos de cariz social, nomeadamente, no combate às desigualdades e à violência doméstica, no apoio aos imigrantes e minorias étnicas e no apoio à terceira idade com a USALBI – Universidade Sénior Albicastrense.

Em 2017 foi eleito para a Assembleia Municipal que atualmente preside.

Maria de Lourdes Pombo foi deputada à Assembleia da República eleita pelo círculo eleitoral de Castelo Branco e foi membro da Assembleia Municipal durante 14 anos.

Fundadora da APPACDM de Castelo Branco onde, atualmente, exerce a função de presidente, exerce ainda funções de presidente da UDIPSS de Castelo Branco, União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social, de vice-presidente da Assembleia Geral da HUMANITAS – Federação da Deficiência Intelectual e de vogal da direção da CNIS – Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade Social.

Comentar