Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Maio 25, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Centro Cultural Raiano assinala 23 anos ao serviço da Cultura

Centro Cultural Raiano assinala 23 anos ao serviço da Cultura
José Lagiosa

O Centro Cultural Raiano (CCR), em Idanha-a-Nova, assinalou o seu 23º aniversário com o espetáculo “Cinco sopros para uma paisagem”, no passado domingo, 2 de fevereiro.

A iniciativa celebrou o papel do CCR na dinamização cultural da região e do país, promovendo Idanha-a-Nova em Portugal e no estrangeiro enquanto polo cultural, de conhecimento e criação artística.

Neste espetáculo comemorativo, João Carlos Sousa, vereador da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, fez um balanço muito positivo dos 23 anos do CCR: “O Centro Cultural Raiano é uma das grandes referências culturais do concelho de Idanha-a-Nova, considerado o último Castelo Raiano. Este equipamento assume um papel central na coordenação da rede museológica do nosso município. É também aqui que desenvolvemos trabalho valioso nas áreas da antropologia, da conservação e restauro, da geologia, do turismo, entre outras. O CCR dispõe igualmente de salas de exposições de grande prestígio, que acolhem desde várias mostras de arte contemporânea às memórias da nossa região”.

João Carlos Sousa lembrou ainda que“é a partir do CCR que o Município de Idanha-a-Nova – Cidade Criativa da Música da UNESCO – promove e recebe grande parte da sua programação cultural,mas também colóquios, seminários, formações e outras atividades”.

Durante a comemoração do aniversário do CCR

Por fim, o vereador da Câmara de Idanha-a-Nova apresentou um agradecimento muito especial a todos os colaboradores e amigos do CCR.

As comemorações deste ano ficaram marcadas pelo espetáculo “Cinco sopros para uma paisagem”, dedicado a Benjamim Pereira (1928-2019), figura tutelar da antropologia portuguesa e interveniente chave no processo de criação do CCR.

O evento contou com a participação de Isabel Silvestre, Vozes de Manhouce, Idalina Gameiro e Noa Noa (Tiago Matias, Baltazar Molina e Filipe Faria).

Organizada pelo Município de Idanha-a-Nova, a iniciativaintegrou a programação do Projeto 5: “5 Municípios, 5 Culturas, 5 Sentidos”, cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional).

Comentar