Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Março 30, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Conhece a importância de um Sistema Automático de Deteção de Incêndio? A APSEI esclarece-o

Conhece a importância de um Sistema Automático de Deteção de Incêndio? A APSEI esclarece-o
José Lagiosa
  • Embora o olfato possa alertar para a presença de fumo, um detetor de fumo deteta o fumo muito antes de o conseguirmos cheirar. Um Sistema Automático de Deteção de Incêndio (SADI) vai alertá-lo de forma eficaz, despoletando rapidamente uma reação, mesmo nos momentos em que está mais descansado, como por exemplo, a dormir.
  • Na Semana Temática APSEI: Manutenção de Sistemas Automáticos de Deteção de Incêndio, a associação dá a conhecer quais os procedimentos mais adequados para garantir o bom funcionamento destes sistemas.

Os incêndios em edifícios podem provocar valiosas perdas materiais, através da combustão descontrolada dos materiais inflamáveis presentes nos edifícios e dos próprios elementos de construção e revestimentos.

Mas mais grave é a perda de vidas que pode resultar destes incêndios.

É por isso necessário detetar precocemente qualquer incêndio de forma a minimizar ao máximo todas estas perdas.

A APSEI – Associação Portuguesa de Segurança, na Semana Temática APSEI: Manutenção de Sistemas Automáticos de Deteção de Incêndio recorda que a atuação sobre um incêndio que se encontre numa fase inicial é muito mais eficaz e possibilita a evacuação de pessoas de forma mais segura, e é aí que entram os Sistemas Automáticos de Deteção de Incêndio (SADI).

Embora o olfato nos possa alertar para a presença de fumo, isto apenas ocorre normalmente quando o incêndio – originado noutra sala ou divisão – já tomou maiores proporções.

Em situações normais, um detetor de fumo deteta o fumo muito antes de o conseguirmos cheirar.

Um SADI permite através deste e outros tipos de detetores, alertar de forma eficaz quer estejamos distraídos, a trabalhar ou até a dormir.

Com a ajuda deste sistema é possível agir de forma apropriada para combater o incêndio ou proceder à evacuação atempada do espaço.

É esperado então que os SADI ajudem a proteger os edifícios, as pessoas e os bens.

Mas, para que isto aconteça, estes sistemas necessitam de estar operacionais e não é possível averiguar a sua operacionalidade apenas olhando para eles, é necessário realizar a manutenção dos mesmos.

Como garantir o bom desempenho dos SADI? É simples!

É possível manter o bom funcionamento dos SADI através de verificações regulares e operações de manutenção.

Por isso, tem de ser considerada uma manutenção preventiva, com o objetivo de impedir a ocorrência de falhas no desempenho dos equipamentos e uma manutenção corretiva, que vai permitir restaurar o normal funcionamento dos equipamentos do sistema que, entretanto, falharem.

Para uma correta manutenção dos SADI é importante considerar as instruções do fabricante dos equipamentos que o constituem, a Nota Técnica n.º 12 da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e a Norma Europeia CEN/TS 54-14.

É importante saber há quanto tempo o SADI foi instalado e qual o seu histórico de avarias e de manutenções.

Quem está habilitado a realizar a manutenção dos SADI?

A empresa prestadora dos serviços de manutenção deverá estar devidamente registada na ANEPC, o que irá comprovar a sua capacidade técnica.

No que diz respeito às verificações periódicas, estas são habitualmente realizadas pelos Responsáveis de Segurança dos edifícios que avaliam se o sistema está apto a garantir a sua função, quando necessário.

São também os Responsáveis de Segurança que devem garantir que o sistema é intervencionado pelo menos uma vez por ano, por empresa qualificada para o efeito. 

Se gostava de saber mais acerca da manutenção destes sistemas, na Semana Temática APSEI: Manutenção de Sistemas Automáticos de Deteção de Incêndio, a APSEI dá a conhecer quais os procedimentos mais adequados para garantir o bom funcionamento destes sistemas, bem como quem está habilitado para efetuar a manutenção dos mesmos e outras informações importantes sobre o tema.

Até ao final desta semana esteja atento ao website e páginas de Facebook e LinkedIn da associação, e verifique os conteúdos que a equipa APSEI preparou para si.

Saiba como agir caso seja proprietário destes sistemas ou técnico de uma empresa de manutenção qualificada. Um mercado mais informado contribui para uma sociedade mais segura!

Comentar