Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Junho 2, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Hortense Martins destaca reforço da dotação do SNS no OE 2020

Hortense Martins destaca reforço da dotação do SNS no OE 2020
José Lagiosa

A vice-presidente da bancada socialista Hortense Martins destacou o investimento do Governo na saúde, com o reforço da dotação em 942 milhões de euros no Orçamento do Estado para 2020, aprovado esta quinta-feira no Parlamento, para “dar melhores respostas aos portugueses” na prestação de serviços.  

“Este orçamento do Estado representa a renovação do compromisso do Partido Socialista com o Serviço Nacional de Saúde”, afirmou a deputada do PS, sublinhando que a dotação orçamental se traduzirá em “medidas concretas na melhoria do acesso, na motivação dos profissionais de saúde e no investimento na rede do SNS”, bem como na melhoria da “qualidade e eficiência da prestação dos cuidados de saúde, ampliando a repostas, valorizando a proximidade e centrado nas pessoas”.

“Não basta colocar dinheiro, mas é preciso dotação orçamental. E essa dotação foi colocada neste orçamento, ao contrário do que tinha acontecido entre 2010 e 2015, para dar melhores respostas aos portugueses”, afirmou Hortense Martins, numa intervenção, esta terça-feira, durante o debate na especialidade da proposta do Governo.

Hortense Martins

A deputada socialista precisou que o investimento inclui também “mais 8400 profissionais, a qualificação do acesso, a cobertura universal em saúde, o reforço dos cuidados de saúde primários, mais 39 Unidades de Saúde Familiares (USF), uma melhor resposta em saúde oral, também com a participação dos municípios, cuidados de psicologia e nutrição em cada ACES e um reforço de 10 equipas de saúde mental comunitárias em cinco ARS”.

Hortense Martins destacou ainda que “também nas regiões de baixa densidade, os projetos piloto em unidades móveis que têm de ser reforçados”.

“Nos cuidados hospitalares, mais consultas, mais acesso a cirurgias e o reforço do programa de hospitalização domiciliária. Nos cuidados continuados e paliativos, mais camas e novas respostas na saúde mental. Mais 10 novas equipas comunitárias de suporte nos cuidados paliativos e um programa nacional de vacinação, que foi alargado e com grande impacto”, elencou a deputada do PS.

Hortense Martins referiu ainda o reforço na rede de unidades de saúde, “que tem previsto o investimento em seis novos hospitais”, bem como “mais medicamentos, mais comparticipação e mais respostas para assim servirmos melhor os portugueses”.

“Naturalmente, nem tudo se faz num só orçamento. Este é tão só o primeiro orçamento da legislatura que queremos concretizar”, sublinhou a deputada socialista, considerando que das muitas propostas de alteração ao orçamento que foram apresentadas pelos partidos, “muitas delas são inconsistentes, outras o governo já está a fazer e outras vamos, naturalmente, aprová-las depois de uma análise cuidada”.

Comentar