16.6 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Setembro 22, 2021
No menu items!
InícioNacionalComissão Municipal de Proteção Civil de Proença fez ponto de situação do...

Comissão Municipal de Proteção Civil de Proença fez ponto de situação do COVID-19

A Comissão Municipal de Proteção Civil reuniu esta terça-feira, 17 de março, nos Paços do Concelho, para fazer um ponto de situação sobre a situação de pandemia COVID-19, para conhecimentodo que tem sido feito pelas diferentes instituições que compõem este organismo no cumprimento dos respetivos Planos de Contingência e na proteção de funcionários, utentes e clientes e para assegurar a colaboração das várias entidades da Proteção Civil garantindo a mobilização mais rápida dos meios e recursos caso seja necessário.

Agradecendo a presença das 24 entidades, o presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo, fez um resumo da reunião da Comissão Distrital de Proteção Civil, que reuniu em Castelo Branco também no dia 17 de março, com o objetivo de se articularem medidas conjuntas de ação face à pandemia COVID-19, para se dar o melhor serviço à comunidade, com rigor e de forma proativa.

“À data de hoje, o distrito de Castelo Branco não tem nenhum caso conhecido, estando sinalizados 53 casos em vigilância ativa, nenhum dos quais a preocupar as autoridades”, informou.

Uma das preocupações referidas refere-se à necessidade de haver áreas específicas para a pré-triagem de casos suspeitos de COVID-19, “devendo haver perímetros adequados de forma a proteger quer quem transporta, quer os prestadores de cuidados de saúde”.

Os stocks reduzidos de material de proteção individual e a dificuldade em adquirir produtos foram apontadas como situações que podem comprometer os prestadores de cuidados e as forças de segurança.

Algumas entidades estão mesmo a constituir equipas fixas para, em caso de necessidade de quarentena, não se comprometa a prestação de serviço.

A existência de informação fidedigna foi outros dos pontos referidos, pois já circularam informações da existência de casos na região que depois se revelaram falsas, causando, no entanto, situações de pânico.

Com grande parte da população concelhia incluída no chamado grupo de risco, o vice-presidente da Câmara Municipal referiu que para além da Unidade Móvel de Saúde e da Bibliomóvel, que podem ser disponibilizadas para rotinas de acompanhamento dos mais idosos, também a equipa de professores do grupo de desporto e outros colaboradores estão disponíveis para realizar um circuito para se fazerem recados, nomeadamente para a entrega de medicamentos ou outras emergências.

Também para evitar que quem está nos grandes centros urbanos se desloque para o concelho, João Manso referiu que o Município irá disponibilizar um número de contacto para que quem pretenda que os seus familiares sejam visitados possa fazer essa solicitação e “nós vamos ver se os pais estão bem”.

Tendo em conta a solidariedade que é necessária em momentos de crise como este, a empresa OutSystems disponibilizou-se para reunir um grupo de voluntários que possa desenvolver uma plataforma para criar rotas pelas muitas aldeias do concelho de forma a agilizar os recursos disponíveis, alargando o apoio a quem mais precisa.

Conscientes de que a qualquer momento o atual cenário pode rapidamente mudar, até pela expetativa relativamente à decisão do Presidente da República quanto à declaração ou não do Estado de Emergência, a ser anunciada dia 18 de Março, as entidades presentes estão a reduzir o contacto social ao mínimo, a garantir os serviços que prestam, protegendo os funcionários, e atentos ao evoluir da situação para o caso de ser necessário tomar medidas adicionais para a proteção das pessoas.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: