Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Julho 5, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Autarquia de Castelo Branco manifesta disponibilidade da autarquia para aquisição de testes ao COVID-19

Autarquia de Castelo Branco manifesta disponibilidade da autarquia para aquisição de testes ao COVID-19
José Lagiosa

O presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, Luís Correia, revelou disponibilidade da autarquia para a aquisição dos equipamentos necessários para a realização de testes ao SARS-CoV-2/COVID-19 para a Unidade Local de Saúde (ULS) de Castelo Branco, que vem ao encontro da disponibilidade para a aquisição de ventiladores e outros equipamentos manifestada anteriormente.

O autarca anunciou ainda outras medidas que foram tomadas, como a disponibilidade de alojamento alternativo para os profissionais de 1ª linha que pretendam não estar em contato com as suas famílias, ou a proibição de utilização de todos os parques infantis, polidesportivos a céu aberto e skateparque, medida que se estendeu às várias Freguesias, medidas que vêm reforçar a prevenção e combate ao SARS-CoV-2/COVID-19, acrescentando que este deve ser feito “sem alarmismos e com a máxima tranquilidade que a situação permite”.

As novas medidas foram anunciadas na conferência de imprensa realizada no Salão Nobre da Câmara Municipal de Castelo Branco que teve como objetivo esclarecer a comunidade albicastrense, e onde estiveram presentes também o vice-presidente da Autarquia José Augusto Alves e representantes da ULS, nomeadamente a Diretora Clinica Eugénia André, a Patologista Sandra Paulo, e o Delegado de Saúde Joaquim Serrasqueiro.

Segundo Sandra Paulo, médica patologista, “o equipamento para realização de testes que se está a adquirir vai permitir realizar até 4 testes em simultâneo e obter o resultado em cerca de 45 minutos”.

Atualmente os testes realizados em Castelo Branco estão a ser enviados para o Hospital Sousa Martins, na Guarda, e os resultados demoram entre 12 a 14 horas a ser divulgados.

Salientando o processo de aquisição de diversos materiais para a ULS, tais como ventiladores, monitores, ecógrafos, rx-portáteis e equipamentos para a realização de testes ao SARS-CoV-2/COVID-19, Eugénia André, Diretora Clínica da ULS, abordou ainda as medidas já implementadas.

Para além do cancelamento de consultas não urgentes e da mudança dos horários de visitas, que poderão ser suspensas, foram criados espaços próprios para receber doentes com Covid-19.

Paralelamente o hospital criou áreas distintas no serviço de urgências para doentes “Covid” e “Não Covid” e o 4º piso está apto a receber doentes infetados com o vírus.

Sobre o comunicado que emitiu, Joaquim Serrasqueiro, Delegado de Saúde, referiu que este “obriga” todos os cidadãos que não residem habitualmente no Concelho de Castelo Branco, e que regressaram ou regressarão a este Concelho, quer venham do Estrangeiro ou de zonas de contágio comunitário do País, permaneçam em isolamento domiciliário durante 14 dias, afirmando que esta “não é uma medida contra ninguém, é antes pelo melhor de quem cá está e de quem chega”.

Destacando a faixa de risco que a 3ª idade representa, José Augusto Alves, vice-presidente da autarquia albicastrense assegurou que todos os lares de idosos têm o seu plano de contingência e sala de isolamento e que “a autarquia está a acompanhá-los diariamente”, acrescentando que uma das medidas que todos tomaram foi o cancelamento de visitas.

O município de Castelo Branco tem estado em coordenação permanente com todas as autoridades competentes para fazer face à propagação da pandemia e potenciar uma atuação imediata em caso de necessidade.

Recorde-se que de acordo com o relatório de situação epidemiológica em Portugal, lançado pela Direção-Geral de Saúde, dia 25 de março, o concelho de Castelo Branco ainda não apresenta casos de Covid-19.

.

Comentar