Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Junho 2, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

COVILHÃ: INDUSTRIAL – Encontros com a Cidade Fábrica

COVILHÃ: INDUSTRIAL – Encontros com a Cidade Fábrica
José Lagiosa

A Sala de Reuniões dos Paços do Concelho acolheu, no dia 2 de março, a apresentação oficial do evento INDUSTRIAL – Encontros com a Cidade Fábrica, que irá decorrer na Covilhã, de 19 a 22 de março.

O evento conta com organização da Câmara Municipal da Covilhã e com a participação da Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC), do Instituto de História Contemporânea Economia, Sociedade, Património e Inovação (ESPI) e da Universidade da Beira Interior.

O INDUSTRIAL foi apresentado pela vereadora Regina Gouveia, acompanhada pela diretora Regional de Cultura do Centro, Suzana Menezes, e pela historiadora Elisa Pinheiro.

Durante a apresentação do INDUSTRIAL – Encontros com a Cidade Fábrica

Sempre com o património industrial como pano de fundo, o INDUSTRIAL – Encontros com a Cidade Fábrica contará com conferências, visitas artísticas, workshops, exposições e espetáculos.

O destaque vai para a realização pela 1ª vez na Covilhã de visitas artísticas em que cerca de 40 urban sketchers de todo o país vão retratar as memórias associadas aos locais onde funcionaram as principais fábricas da indústria dos lanifícios.

Outro dos grandes destaques da programação são os espetáculos em ambiente industrial: no dia 19 de março, às 18h00, terá lugar uma visita guiada ao Museu dos Lanifícios, com excertos de “A Lã e a Neve”, de Ferreira de Castro, encenados pela companhia teatral ASTA, no dia 20, pelas 21h30, no New HandLab, chega a vez do concerto de Cláudia Pascoal, onde a vencedora do Festival da Canção 2018 poderá mostrar à Covilhã porque é considerada uma das artistas mais promissoras da música portuguesa e por fim, no dia 21, no New HandLab às 21h30, a Kayzer Ballet apresenta o espetáculo de dança “TheAvenue”.

Os objetivos do INDUSTRIAL passam por potenciar a Covilhã como destino turístico, salientando as suas especificidades, história e autenticidade.

Procura-se promover o conhecimento e a valorização do património industrial e cultural através da arte.

Para Regina Gouveia, este é um evento “muito importante para a valorização do património industrial da Covilhã. O INDUSTRIAL aconteceu já no anterior com uma edição zero e este ano queremos reforçar uma ligação às artes, fazendo a ponte entre estas e a nossa história como cidade fábrica”.

A diretora Regional de Cultura do Centro considera que “estamos perante um evento absolutamente estratégico na região centro, razão pela qual a DRCC se associou a este projeto. O INDUSTRIAL vai dedicar-se de uma forma equilibrada e estruturada a um património identitário do território, atraindo novos públicos.”

Suzana Menezes afirmou estar “particularmente feliz pelo facto da Câmara Municipal da Covilhã revelar este sentido estratégico relativamente ao seu património Industrial. Este Município está de parabéns porque elegeu o seu território, a sua história e as e as suas comunidades como protagonistas do seu desenvolvimento.”

“INDUSTRIAL – Encontros com a Cidade Fábrica” decorre de 19 a 22 de março, na Covilhã.

Concerto Cláudia Pascoal – bilhete = 3€, pode ser adquirido a partir do dia 6 de março na Câmara Municipal da Covilhã, no Posto de Turismo (antiga PT) e no New HandLab, no dia do espetáculo.

Espetáculo de dança Kayzer Ballet “TheAvenue” – bilhete = 6€, pode ser adquirido na Paulo Runa House e no New HandLab, no dia do espetáculo.

As conferências e os workshops implicam inscrição prévia em [email protected]

O Programa oficial pode ser consultado em: link.cm-covilha.pt/industrial

Comentar