14 C
Castelo Branco
Terça-feira, Setembro 21, 2021
No menu items!
InícioNacionalUBI e Câmara da Covilhã assinam parceria que abrange Parque da Goldra

UBI e Câmara da Covilhã assinam parceria que abrange Parque da Goldra

O memorando vai dar origem a uma ligação entre a parte inferior do elevador da Goldra e a zona da Biblioteca Central, onde a UBI quer fazer um plateau para a área do Cinema

A Universidade da Beira Interior (UBI) e a Câmara Municipal da Covilhã assinaram um memorando de entendimento, que pretende contribuir para a revitalização e fruição do Jardim da Goldra, situado junto ao Polo I.

No âmbito desta parceria, a autarquia compromete-se a fazer o prolongamento da avenida do Biribau, partir da base do elevador da Goldra, até aos terrenos da UBI próximos da Biblioteca Central.

Esta ligação permitirá à academia avançar com a construção de instalações dedicadas à área de Cinema, designadamente um plateau.

Esta obra, como reconheceu o Reitor da UBI, António Fidalgo, “era um desiderato muito antigo” e concretiza-se agora, privilegiando uma área científica que “é uma mais-valia e se encontra em expansão”, na academia.

Num plano mais abrangente, sublinhou que vem colocar o âmbito das artes “num novo patamar” e reforça a integração da UBI na cidade: “O nosso anseio é que a Covilhã seja uma cidade campus, sem deixar de ser o que sempre foi: uma bela cidade turística e industrial”.

Durante a assinatura do memorando

António Fidalgo destacou ainda que o protocolo materializa o espírito que tem havido entre a UBI e a autarquia, de franca parceria, estreita colaboração e entreajuda.

O memorando foi assinado a 30 de abril, dia em que a UBI assinalou mais um aniversário.

Vítor Pereira destacou, por isso, a importância da UBI para a cidade e o Interior do País.

O presidente da Câmara Municipal da Covilhã manifestou a vontade de estar ao lado da academia, “ajudando a propiciar o desfrute, por parte da comunidade académica, desse campus”.

No caso concreto do protocolo, abrange “uma zona impressiva, importante e histórica da nossa cidade, que deve ser aproveitada”.

“É um sítio ótimo para estudar, para a comunidade académica se divertir e onde pode coexistir com a população da Covilhã, sendo um espaço para todas as idades e que está subaproveitado. Temos de olhar em frente e concluir a ligação”, afirmou.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: