14.9 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Setembro 23, 2021
No menu items!
InícioCulturaAlma Azul assinala os 130 Anos do Nascimento de Mário de Sá-Carneiro

Alma Azul assinala os 130 Anos do Nascimento de Mário de Sá-Carneiro

Oferta de A Estranha Morte do Professor Antena

A Alma Azul, que ao longo dos seus vinte e um ano de existência tem promovido a poesia e a prosa de Mário de Sá-Carneiro, vai assinalar os 130 anos do nascimento do autor de “A Confissão de Lúcio”, na sua habitual Comunidade de Leitores, que realiza com a entrega no domicílio eletrónico de textos que distribui todos os domingos aos leitores que se inscrevem através do: alma.azul.1999@gmail.com até às 23 horas de sábado.

Mário de Sá-Carneiro na sua juventude

No próximo dia 17 de maio entregará, por via eletrónica, o conto completo de Mário de Sá-Carneiro “A Estranha Morte do Professor Antena”, que a Alma Azul editou em setembro de 2003, já esgotado, e que marca, juntamente com “Os Canibais” de Álvaro do Carvalhal, o início da Literatura do Fantástico em Portugal.

O conto é de 1914 e realça a escrita inovadora de Mário de Sá-Carneiro.

“A ciência é talvez a maior das artes… O artista adivinha. Fazer arte é prever. Eis pelo que Newton e Shakespeare se se não excedem, se igualam” escreve Mário de Sá-Carneiro, no conto “A Estranha Morte do Professor Antena”.

Será este o texto de 30 páginas, onde vamos percorrer a grande vaga da revolução tecnológica do início do século XX, mas também as suas correntes espirituais, que a Alma Azul enviará a todos os interessados em Ler o trabalho de Mário de Sá-Carneiro e participar ativamente na comemoração de uma data importante na história da Literatura Portuguesa.

Mário de Sá-Carneiro nasceu a 19 de maio de 1890 em Lisboa, viveu em Coimbra e Paris, cidade onde se suicidou no dia 26 de abril de 1916, com apenas 25 anos.

Mário de Sá-Carneiro numa Loja da Baixa de Coimbra

Para muitos o grande amigo de Fernando Pessoa com quem se correspondeu de forma intensa desde 1912 até 1916.

As suas Cartas enviadas ao cuidado do poeta da “Mensagem” são um documento extraordinário de criação literária, que o cineasta João Botelho utilizou na construção do seu filme “Conversa Acabada”.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: