14.9 C
Castelo Branco
Sábado, Setembro 25, 2021
No menu items!
InícioRegionalDepartamento Têxtil da UBI produz máscaras reutilizáveis para docentes e funcionários

Departamento Têxtil da UBI produz máscaras reutilizáveis para docentes e funcionários

Estão a ser confecionadas cerca de 2.000 máscaras em tecido certificado pelo CITEVE com a Categoria de Nível 3, que foram desenvolvidas por três docentes da UBI.

A Universidade da Beira Interior (UBI) está a produzir máscaras sociais, em tecido certificado pelo CITEVE com a Categoria de Nível 3, para serem utilizadas por docentes e funcionários da academia.

A confeção destes equipamentos de proteção individual resulta de um plano conjunto da Reitoria e do Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis (DCTT), com o objetivo de garantir a adequada proteção à comunidade da UBI, tendo em conta a determinação do Governo da obrigatoriedade do uso de máscara pela população.

Nesta primeira fase, está prevista a produção nas Oficinas do DCTT de mais de 2.000 máscaras reutilizáveis, que foram desenvolvidas por um conjunto de docentes deste Departamento: Rui Miguel, Madalena Pereira e Liliana Pina.

Os três docentes criaram assim um equipamento que obedece às Especificações Técnicas para máscaras destinadas à utilização no âmbito da COVID-19, constantes no documento de 14 de abril do Serviço Nacional de Saúde (SNS), Direção Geral de Saúde (DGS), Infarmed, ASAE e Instituto Português da Qualidade.

Os equipamentos satisfazem os requisitos mínimos dos Critérios de Aceitação, tanto no design, como no material têxtil utilizado.

São feitas em malha interlock 100% algodão produzida pela Tintex, uma das empresas têxteis mais competitivas do Norte do País, com selo de aprovação de Nível 3 pelo CITEVE.

A vida útil expectável é de 25 lavagens sem que a malha sofra danos ou alterações significativas.

A lavagem, após cada utilização, deve ser feita usando um ciclo normal, completo, a 60° C com detergente.

Os produtos estão a ser feitos por uma equipa de técnicos composta por José Machado, Eduardo Jorge, Lucinda Matias, Apolinária Gaspar, Manuela Esteves, Felisbela Rodrigues e Isabel Fernandes.

A Categoria de Nível 3 refere-se a máscaras destinadas à promoção da proteção de grupo, utilização por indivíduos no contexto da sua atividade profissional, utilização por indivíduos que contactam com outros indivíduos portadores de qualquer tipo de máscara e utilização nas saídas autorizadas em contexto de confinamento, nomeadamente em espaços interiores com múltiplas pessoas.

As máscaras de Nível 3 devem ter o seguinte desempenho: Capacidade Mínima de Retenção de Partículas (filtração) de 70%, segundo o método interno do CITEVE – MI 142 rev.00-CITEVE, capacidade de respirabilidade de pelo menos 8 litros/minuto, segundo a norma EN ISO 9237:1995, permitir 4 horas de uso ininterrupto sem degradação da capacidade de retenção de partículas nem da respirabilidade, sem degradação de performance ao longo da vida útil (número máximo de vezes que poderá ser reutilizado/lavado), desenho e construção adequados.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: