Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Julho 12, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Covid-19: Costa elogia atuação “pedagógica, firme e serena” da GNR na atual pandemia

Covid-19: Costa elogia atuação “pedagógica, firme e serena” da GNR na atual pandemia
José Lagiosa

O primeiro-ministro elogiou hoje a atuação “pedagógica, firme e serena” da Guarda Nacional República (GNR) perante a atual pandemia de covid-19, considerando que se tratou de mais uma demonstração de dedicação à causa pública.

Esta posição de António Costa consta de uma mensagem institucional feita por ocasião do 109.º aniversário da GNR, este ano assinalado por via digital e transmitido na página oficial desta força de segurança no ‘Facebook’.

“É verdade que os portugueses têm respondido de forma exemplar ao esforço que lhes é pedido, cumprindo muitas vezes de forma espontânea a resposta a esta pandemia de covid-19. Mas, ao mesmo tempo, é absolutamente inegável que, para essa resposta, muito tem contribuído a postura pedagógica, firme e serena de todos os que servem na GNR, numa demonstração permanente de extraordinária dedicação à causa pública como sempre nos habituou”, considerou o primeiro-ministro.

Depois de felicitar todos os elementos desta força de segurança pela passagem de mais um aniversário, António Costa referiu-se às “circunstâncias absolutamente singulares que Portugal vive”.

“Todos temos consciência como a pandemia de covid-19 exigiu de todos os poderes públicos uma resposta sem precedentes, que se traduziu na adoção de medidas excecionais, fundamentalmente destinadas a proteger a nossa população. São essas circunstâncias excecionais que fazem com que o aniversário da GNR seja celebrado de uma forma tão especial este ano”, apontou.

António Costa observou em seguida que Portugal completa “45 dias ininterruptos na situação de estado de emergência”.

“Naturalmente, é com alguma expectativa que todos esperamos o regresso à plena normalidade das nossas vidas tão cedo quanto a evolução da situação epidemiológica nos dê garantias de estarem reunidas as indispensáveis condições de segurança”, disse.

Para o ano, o primeiro-ministro disse esperar que Este aniversário da GNR possa ser celebrado “de uma outra maneira”.

“Muito obrigado aos oficiais, sargentos, praças e pessoal da GNR. Hoje, como sempre, pela lei e pela grei”, acrescentou o primeiro-ministro.

Portugal contabiliza 1.023 mortos associados à covid-19 em 25.190 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia divulgado no sábado.

Relativamente ao dia anterior, há mais 16 mortos (+1,6%) e mais 203 casos de infeção (+0,8%).

Das pessoas infetadas, 855 estão hospitalizadas, das quais 150 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou de 1.647 para 1.671.

Portugal entrou hoje em situação de calamidade, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.

*LUSA

Comentar