26.1 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Setembro 16, 2021
No menu items!
InícioNacionalESTeSC-IPC integra projeto para criação de ferramenta de monitorização automática de sintomas...

ESTeSC-IPC integra projeto para criação de ferramenta de monitorização automática de sintomas de COVID-19

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Politécnico de Coimbra (ESTeSC-IPC) integra um consórcio que está a desenvolver um sistema de vigilância automática, através de telemóvel, da sintomatologia associada à COVID-19.

O projeto, denominado e-CoVig, deverá ficar concluído no próximo mês de agosto.

Esta ferramenta permitirá a monitorização remota , em tempo real e em articulação com as autoridades de saúde , dos indivíduos em vigilância clínica por suspeita de infeção por Coronavirus.

Temperatura, saturação de oxigénio, frequência cardíaca e frequência respiratória são alguns dos parâmetros que será possível medir de forma automática, através do telemóvel dos indivíduos.

Os dados ficam imediatamente disponíveis para as autoridades de saúde.

Armando Caseiro

“O sistema e-CoVig consistirá no emparelhamento simultâneo de uma plataforma eHealth de gestão de dados fisiológicos com múltiplos sistemas de aquisição de dados baseados em telemóveis pertencentes a indivíduos que estejam sob vigilância clínica por suspeita de terem contraído o novo coronavírus”, explica Telmo Pereira, docente da ESTeSC-IPC que, a par com o docente Armando Caseiro, integra o projeto.

Ao permitir o acompanhamento remoto, a e-CoVig “poderá assumir-se como uma ferramenta de grande utilidade para a gestão de casos suspeitos ou confirmados pelas autoridades de saúde”, acrescenta.

O projeto, apoiado em 30 mil euros pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, através da linha de financiamento Research 4 COVID-19, é liderado pelo Instituto de Sistemas e Robótica do Instituto Superior Técnico de Lisboa e, além da ESTeSC-IPC, conta com a participação do Centro de Cardiologia da Universidade de Lisboa, da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, do Instituto de Telecomunicações e da empresa BrainAnswer.

Aos investigadores da ESTeSC-IPC cabe trabalhar na “definição de parâmetros relevantes e na sua parametrização, assim como nos estudos de validação e análise global dos resultados e refinamento metodológico, visando a otimização da plataforma no que concerne à garantia da sua adequabilidade como instrumento de gestão e apoio à decisão clínica”, explica Telmo Pereira.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: