20.4 C
Castelo Branco
Sábado, Setembro 18, 2021
No menu items!
InícioCulturaRenegar a nossa memória histórica é um ato antidemocrático

Renegar a nossa memória histórica é um ato antidemocrático

Temos assistido nas últimas semanas, no país e um pouco por todo o mundo, a episódios de violência cultural e histórica em nome do anti racismo.

Não posso deixar em claro alguns desses episódios, por quanto, esses mesmos episódios são manifestamente de cariz racista e de uma intolerância cultural e histórica, inadmissíveis.

José Lagiosa

Dizer, centenas de anos depois que o Padre António Vieira foi um racista e um fervoroso defensor do fenómeno da escravidão, quando a história nos diz exatamente o contrário é perverso, intolerável e historicamente uma falácia.

Só quem tem uma visão demagoga ou historicamente deturpada, o pode fazer.

O Padre António Vieira, que deu o nome ao liceu situado em Lisboa, onde fiz todos os sete anos de percurso liceal, foi, ao seu tempo, um dos mais ilustres defensores da liberdade individual e coletiva, nomeadamente dos africanos e dos indígenas brasileiros, tendo sofrido, na pele, as consequências das suas convicções e das suas lutas.

É triste que passadas algumas centenas de anos, se continue a deturpar a história, a tentar esconder algumas das mais ilustres figuras dessa mesma história, ao ponto de se transmitir imagens desvirtuadas dessas mesmas figuras.

Habituei-me, desde muito novo, a separar o trigo do joio. No entanto o que nestes tempos próximos se constata, é o perverter a verdade histórica, com fins muito pouco claros, diria mesmo perversos e obscurantistas.

Enquanto por cá andarmos, não pouparemos esforços por manter a verdade histórica, contra alienações interesseiras, em épocas obscurantistas e perversas, onde vale tudo, nomeadamente a mentira e a atordoada contra essa mesma verdade.

Que a sociedade portuguesa apresenta tiques racistas e anti democráticos, é um facto indesmentível. Afirmar que essa mesma sociedade é no seu todo racista, é manifestamente um ato que só ajuda aqueles que pretendem passar essas imagens.

Vivemos, em todo o mundo, uma época de indefinições e confusões, no que diz respeito a algumas questões que se tornaram, mais atuais do que noutros tempos.

Pactuar com sentimentos racistas e anti democráticos, torna-nos a todos nós, deslocados no tempo, porquanto fomos dos povos que, apesar de alguns desvios, fomos os que com essa questão melhor convivemos.

A história assim o diz e será testemunha dessa mesma realidade.

Saibamos conviver com os testemunhos dos melhores dos nossos antepassados!

*José Lagiosa, diretor do Beiranews

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: