Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Julho 6, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

21 Autores Alma Azul inicia com Jorge de Sena

21 Autores Alma Azul inicia com Jorge de Sena
José Lagiosa

4 de junho, quinta-feira, no Comércio Tradicional em Alcains

A Alma Azul abre na próxima quinta-feira, dia 4 de junho, o Programa do seu 21.º Aniversário (1999-2020) com o primeiro de 21 autores selecionados como montra do trabalho da produtora de atividades culturais, com sede em Alcains, desde 1999.

Momento de leitura

Os nomes escolhidos repartem-se por autores representados nas coleções de Livros Alma Azul e também nos dez números da Revista de Artes e Ideias que surgiu em Portugal, no mês de outubro de 1999.

A iniciativa tem lugar em Alcains e inicia-se com Jorge de Sena, mas vai até dia 15 de outubro, data de encerramento de “21 Autores Alma Azul”, com um programa especial dedicado a Agustina Bessa-Luís, em Coimbra.

Dos “21 Autores Alma Azul” destacamos ainda a presença de Luís de Camões, em Castelo Branco, Fernando Pessoa, em Alpedrinha, Orfeu Bertolami, Sophia de Mello Breyner Andresen, na Granja, Mário Cesariny, Eça de Queirós, Maria Manuel Viana, António Jacinto Pascoal, Raul Brandão, Antonio Sáez Delgado e Vanessa Martins, entre outros.

Jorge de Sena – retrato

No próximo dia 4 de junho, quinta-feira, a produtora cultural de Alcains distribui pelo Comércio Tradicional da Vila, um Diploma de Conhecimento do autor de “Sinais de Fogo” e o poema “Camões dirige-se aos seus contemporâneos”, que a Alma Azul publicou na sua Antologia “Livro de Cabeceira da Poesia Portuguesa”, em novembro de 2002.

No “Supermercado M5” e na “Pastelaria da Vila” os Diplomas de Conhecimento de Jorge Sena serão distribuídos de manhã e à tarde, a distribuição será na “Pastelaria Golf” e na Loja “Cecília – Arte Floral”.

Recordamos que Jorge de Sena faleceu a 4 de junho de 1978.

Nasceu em novembro de 1919, e destacou-se como um escritor de génio, deixando-nos uma vasta Obra distribuída pela poesia, o ensaio e a ficção.

Comentar