23.9 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Setembro 22, 2021
No menu items!
InícioCulturaTeatro das Beiras apresenta a peça "A Bela Verdade" esta quarta-feira, 24...

Teatro das Beiras apresenta a peça "A Bela Verdade" esta quarta-feira, 24 de junho, em Castelo Branco

Depois do adiamento em março devido às medidas de contingência tomadas no âmbito da pandemia de Covid-19, o Teatro das Beiras retoma as apresentações ao vivo com a peça “A Bela Verdade”, no Cine-Teatro Avenida, em Castelo Branco, esta quarta feira, 24 de junho, às 21h30.

Sobre a peça “A Bela Verdade”:

Goldoni escreve, em 1762, ”A Bela Verdade”, uma das obras mais originais e a mais autobiográfica, onde o autor é representado pelo personagem Lorano Glodoci, precisamente no papel de escritor de peças.

No argumento, uma companhia ensaia o drama jocoso “As Bodas”. Actores e empresário solicitam a Glodoci, o autor, para que escreva um novo argumento capaz de interessar e motivar o público.

O autor aceita por fim e não sem dificuldade, compor uma nova obra; “uma obra em gestação”.

A partir de então, actores e empresário todos lhe apresentam exigências.

O enfadado autor tem de enfrentar todo o tipo de dificuldades; o mau humor do empresário, os caprichos dos actores, disputas de papéis, contratempos…

Apesar de tudo consegue impor os seus critérios e escreve uma “obra-verdade”, exatamente a que se está representando.

O drama é, desta forma, um quadro de costumes sobre o mundo do teatro, dos artistas, do palco e simultaneamente, uma reflexão sobre o entendimento e a forma que Goldoni encontra para expor o seu conceito da “verdade” teatral.

Esta obra destaca o conceito que Goldoni se propõe encetar, sobressaindo o sentido autobiográfico e carácter metateatral.

Goldoni apresenta os ingredientes para um teatro que substitua os arquétipos já desgastados dos personagens/máscara da commedia dell’arte, para dar lugar a personagens de carácter realista e rosto humano, anunciadores de mudanças sociais que inevitavelmente se aproximavam com as alterações políticas do tempo.

Ficha artística

Texto: Carlo Goldoni

Tradução e Encenação: Gil Salgueiro Nave

Cenografia e figurinos: Luís Mouro

Música original: Helder Filipe Gonçalves

Desenho de luz: Fernando Sena

Operação de luz e som: Pedro Bilou

Interpretação: Fernando Landeira, Hâmbar de Sousa, Inês Barros, Roberto Jácome, Sílvia Morais, Susana Gouveia e Tiago Moreira

Género: Teatro | Duração: 90 minutos | Classificação etária: maiores 12 anos

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: