17.8 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Setembro 24, 2020
No menu items!
Início Desporto João Sousa comanda armada de semifinalistas em Lisboa

João Sousa comanda armada de semifinalistas em Lisboa

À segunda tentativa, João Sousa carimbou a presença nas meias-finais de um torneio do Circuito Sénior da Federação Portuguesa de Ténis.

O número um português “lidera” uma armada de semifinalistas da qual também fazem parte uma campeã nacional e os únicos portugueses da história a terem participado em finais de torneios do Grand Slam.

Depois da vitória frente a Tiago Torres, na jornada de quinta-feira, João Sousa elevou o nível de jogo para levar a melhor num duelo entre campeões nacionais absolutos contra João Monteiro (o vimaranense conquistou o título em 2017, o portuense em 2016 e 2018), ao vencer por 6-4 e 6-2.

João Sousa

“Hoje estive mais à vontade com as condições, que aqui não são fáceis. Mas joguei a um bom nível e estou contente com esta exibição contra um bom jogador. A semana passada foi de aprendizagem depois de muito tempo sem competir, em condições a que não estou habituado. Tenho de me habituar e tentar apanhar as novas rotinas, sem apanha-bolas e menos juízes de linha. Está a ser uma boa semana, com dois bons jogos e o segundo melhor do que o primeiro em condições de vento muito instáveis”, considerou após a segunda vitória da semana no Lisboa Racket Centre.

Nas meias-finais, João Sousa vai enfrentar outro tenista natural de Guimarães, Luís Faria.

A treinar no Centro de Alto Rendimento, o jogador de 20 anos só precisava de conquistar um “set” frente a Gastão Elias para vencer automaticamente o grupo 3, mas acabou por festejar mais cedo: quando liderava por 5-0 viu o adversário desistir devido a uma lesão no cotovelo direito, que apesar de não ser grave foi suficiente para o ex-top 60 ATP não arriscar comprometer as próximas semanas de competição.

A outra meia-final do quadro masculino vai colocar frente a frente os únicos tenistas portugueses que já participaram em finais de torneios do Grand Slam: Frederico Silva (vencedor dos torneios juniores em pares do US Open 2012 e Roland Garros 2013 e finalista em Nova Iorque no ano seguinte) e Duarte Vale (finalista de pares do Australian Open de juniores em 2017).

O jovem das Caldas da Rainha foi o último a vencer nesta sexta-feira: aplicou os parciais de 6-4 e 6-4 a Nuno Borges, que vinha de uma série de 10 vitórias consecutivas (as primeiras cinco no ITF de Monastir, logo em janeiro, onde começou a época com um título).

Antes, Duarte Vale já tinha superado uma longa batalha contra Tiago Cação (5-7, 6-3 e 6-4), que se prolongou por cerca de três horas e o forçou a grandes trabalhos.

“Quando começas a conseguir ver as adversidades como coisas boas, em vez de ficar zangado, tudo fica mais fácil”, explicou Duarte Vale depois de somar o 10.º triunfo consecutivo neste regresso do ténis, antes de jogar em Lisboa passou o “qualifying” e só parou com o troféu de campeão do Open de Oeiras nas mãos.

Francisca Jorge

“Em vez de me queixar penso que tenho uma oportunidade de jogar bem com o vento, de aprender a jogar melhor com o vento. Se não estou a sentir a direita posso ganhar um jogo com outras coisas. Acho que quando começas a ter essa mentalidade lidas melhor com as adversidades e tornas-te mais positivo. E é isso que eu tento fazer”, completou, dois dias depois de já ter referido que quer ser “o jogador com a melhor atitude.”

No quadro feminino, as meias-finais serão jogadas entre as quatro cabeças de série: Francisca Jorge (579.ª do “ranking” mundial), Inês Murta (645.ª), MariaInês Fonte (912.ª) e Ana Filipa Santos (1141.ª), que em comum têm o facto de já terem representado a seleção nacional na Fed Cup.

Principal candidata à vitória e também ela a atravessar uma série de 10 triunfos (tal como Vale, venceu o Open de Oeiras e depois foi ao Algarve conquistar a primeira etapa do Circuito Sénior FPT), Francisca Jorge derrotou Inês Oliveira pela terceira semana consecutiva, desta vez por 6-3 e 6-1.

“Já sabia ao que vinha e ela também, porque jogámos pela terceira semana consecutiva. Estava preparada mentalmente, taticamente também tinha o plano elaborado e sabia o que tinha de fazer: manter um nível alto, tentar jogar bem e mostrar o meu ténis para ir evoluindo aos poucos. Hoje esteve um dia mais difícil do que em Vale do Lobo, com mais vento, mas soube lidar bem com a situação e acabei por tornar isso numa vantagem e ser superior”, analisou a tenista de 20 anos, que tal como João Sousa e Luís Faria nasceu em Guimarães.

Nas meias-finais, a número um portuguesa e tricampeã nacional terá pela frente outra jogadora que conhece (muito) bem: Maria Inês Fonte, que confirmou o estatuto de terceira pré-designada ao superar a “qualifier” Matilde Morais, com 6-1 e 6-2.

O quadro fica completo com outro duelo entre duas grandes amigas: Inês Murta voltou a arrasar e completou a fase de grupos sem ceder qualquer jogo (depois de derrotar Sara Neto por 6-0 e 6-0 aplicou os mesmos parciais a Débora Madile) e Ana Filipa Santos falou mais alto num duelo entre duas companheiras de treino, ao superar Mariana Campino com 6-4 e 6-3.

*Texto: Gaspar Ribeiro Lança e Fotografias: Beatriz Ruivo

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

CGTP espera “grande adesão” à ação nacional de luta no sábado

A secretária-geral da CGTP, Isabel Camarinha, disse hoje esperar uma “grande adesão” à "ação de luta nacional" de sábado em vários pontos...

Évora acolhe projeto de nova aeronave do CEiiA e de empresa brasileira

O primeiro programa aeronáutico completo de Portugal, o ATL-100, para desenvolver, fabricar e operar uma nova aeronave ligeira, é apresentado na sexta-feira...

PCP avisa que será “mau sinal” se Governo “rasgar” acordo sobre salário mínimo

O PCP avisou hoje o primeiro-ministro que seria um “mau sinal” se o Governo “rasgar” o compromisso de aumento do salário mínimo...

Volta a Portugal em bicicleta em edição especial

DE 27 DE SETEMBRO A 5 DE OUTUBRO, NOS CANAIS DA RTP E NA ANTENA 1 A RTP...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: