25.6 C
Castelo Branco
Domingo, Setembro 20, 2020
No menu items!
Início Cultura Exposição baseada na coleção do poeta Gonçalo Salvado na Biblioteca Nacional com...

Exposição baseada na coleção do poeta Gonçalo Salvado na Biblioteca Nacional com nova data de inauguração

BEIJA-ME COM OS BEIJOS DA TUA BOCA – O CÂNTICO DOS CÂNTICOS

“CÂNTICO DOS CÂNTICOS” Por Amadeo de Souza-Cardoso na origem de escultura de Rico Sequeira 

Uma obra da autoria do histórico artista português Amadeo de Souza-Cardoso (1887 – 1918), que tem como tema o Cântico dos Cânticos, celebrado poema de amor, legado pelo Antigo Testamento, vai ser apresentada na exposição “Beija-me com os beijos da tua boca” – O Cântico dos Cânticos – Exposição Bibliográfica e Iconográfica – baseada na coleção do poeta Gonçalo Salvado na Biblioteca Nacional de Portugal, com inauguração prevista a 1 de Outubro e que estará patente até 30 de Novembro do corrente ano.

Trata-se de uma obra em papel e cartão que contém versículos do Cântico dos Cânticos escritos em tinta estilográfica pela mão de Amadeo de Souza-Cardoso, nome cimeiro da arte portuguesa do séc. XX.

A obra de grande importância para a História do Cântico dos Cânticos em Portugal e da sua influência na cultura de língua portuguesa, pertence ao acervo da coleção de arte moderna da Fundação Calouste Gulbenkian e poderá ser apreciada, pela primeira vez, pelo público, na citada mostra, inserida no contexto que lhe corresponde. 

Rico Sequeira com Gonçalo Salvado (da esquerda para a direita)

De referir que um dos versículos do Cântico dos Cânticos escritos pela mão de Amadeo: “Beija-me com os beijos de tua boca”  corresponde ao título da própria exposição.

Por esta razão, Gonçalo Salvado, Comissário da exposição, convidou o artista plástico Rico Sequeira, para criar uma escultura de grande formato a partir do citado versículo escrito  pelo punho de Amadeo, para ser incluída igualmente na mostra, tendo este aceitado o desafio proposto,  tratando-se a caligrafia, de um dos temas recorrentes na obra deste artista nascido em 1954, de origem beirã  (nasceu em Cebolais de baixo/Castelo Branco) e que viveu longos anos no Luxemburgo.

De referir, que não é a primeira vez que Rico Sequeira colabora com Gonçalo Salvado e trabalha sobre a temática do Cântico dos Cânticos. Em 2010, o artista ilustrou com desenhos o livro de poesia Gonçalo Salvado Entre a Vinha, com influência do Cântico dos Cânticos, cuja apresentação ocorreu no Museu do Vinho da Bairrada.

De referir também que este livro foi a última obra de poesia publicada pela editora de referência Portugália Editora, antes da sua extinção.

A inauguração da exposição: “Beija-me com os beijos da tua boca”, exposição bibliográfica e iconográfica sobre o Cântico dos Cânticos,  que esteve marcada para o dia 7 de Maio do corrente ano foi adiada para e 1 de Outubro devido ao surto mundial do Covid 19.

A mostra prevista para estar patente na Biblioteca Nacional durante 5 meses estará agora apenas 2, devido ao reagendamento das exposições desta instituição. 

Adiado para o ano de 2021 foi o Ciclo de Conferências: “Grava-me como um selo em teu coração – O Cântico dos Cânticos, Paradigma Universal da Cultura Portuguesa” associado à exposição que contará com intervenções de alguns dos mais conceituados especialistas sobre o tema, em Portugal e no Brasil.

“Beija-me com os beijos da tua boca”, exposição bibliográfica e iconográfica sobre o Cântico dos Cânticos, a primeira realizada em Portugal, será constituída por mais de uma centena de livros pertencentes à vasta coleção privada do poeta Gonçalo Salvado e que representam a grande influência da poesia deste autor.

Nesta coleção privilegiam-se as obras em língua portuguesa editadas em Portugal e no Brasil, algumas de grande raridade e inacessibilidade.

A mostra será completada e enriquecida com obras pertencentes ao acervo da própria Biblioteca Nacional e de outras entidades do nosso País e pretende reconstituir a atmosfera e recriar o imaginário do célebre poema bíblico de amor reunindo as imagens mais emblemáticas que no nosso País lhe foram dedicadas. 

Atendendo ao valor que este universal Poema do Amor representa para a cultura portuguesa, esta exposição constituir-se-á, por certo, como uma das mais relevantes do ano de 2020, em Portugal.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Covid-19: Medidas de prevenção são difíceis de interiorizar e assimilar considera Magda Robalo

A Alta Comissária para a Covid-19 da Guiné-Bissau, Magda Robalo, considera que há conhecimento da doença provocada pelo novo coronavírus, mas que...

Vila Velha de Ródão reforça investimento na área da educação

O Município de Vila Velha de Ródão reforçou em quase 50% o investimento feito este ano letivo na área da educação, um...

LIVRE defende suspensão do acordo de extradição entre Portugal e Hong Kong

Após a aprovação da nova Lei de Segurança Nacional, imposta pela China em junho passado, Hong Kong entrou num regime onde é...

Recuperação imobiliária abranda e tem futuro incerto

DEVIDO AOS ATUAIS SINAIS MACRO-ECONÓMICOS EM PORTUGAL Ainda assim nasceram 300 novas empresas de mediação desde junho

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: