23.8 C
Castelo Branco
Sábado, Julho 31, 2021
No menu items!
InícioNacionalHortense Martins questiona ministra da Saúde sobre investimentos no Centro Hospitalar da...

Hortense Martins questiona ministra da Saúde sobre investimentos no Centro Hospitalar da Cova da Beira e ULS de Castelo Branco

A vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS Hortense Martins questionou, a semana passada, a ministra da Saúde sobre o ponto da situação dos investimentos nesta área no distrito de Castelo Branco, nomeadamente sobre a data prevista para a finalização das obras de remodelação e ampliação do Hospital Amato Lusitano.

Numa intervenção durante a audição regimental da ministra Marta Temido na comissão parlamentar de Saúde, realizada no dia 1 de julho, Hortense Martins começou por reconhecer que a “questão dos investimentos na saúde, neste período de Covid, não foi uma das prioridades”, até pela dificuldade de recursos humanos que condicionou o andamento das obras em curso.

“Sabemos que há um plano de investimentos para o país”, lembrou a deputada do PS, que apontou, em concreto, aqueles que estão previstos para as unidades de saúde da região pela qual foi eleita, como o Centro Hospitalar da Cova da Beira e a Unidade Local de Saúde (ULS) de Castelo Branco.

No que diz respeito ao Centro Hospitalar da Cova da Beira, Hortense Martins recordou que “estava prevista também a unidade de cardiologia de intervenção, uma decisão que responde a necessidades agudas dos doentes nesta área da cardiologia, e também um investimento necessário na região centro”.

Relacionado com este investimento, a deputada questionou ainda a ministra sobre as perspetivas de finalização da unidade de medicina nuclear no Fundão, pedindo também esclarecimentos sobre a decisão de alargamento dos cuidados continuados deste centro hospitalar, em relação à qual “há ainda algo a resolver”.

Quanto aos investimentos na ULS de Castelo Branco, Hortense Martins lembrou que “está em curso a ampliação e remodelação do Hospital Amato Lusitano, depois dos investimentos que foram realizados nos cuidados de saúde primários na Sertã e Penamacor, e que são necessários numa área de tão grande abrangência como tem esta unidade local de saúde”.

Sobre as obras de remodelação do hospital, a deputada questionou “se há data prevista para o investimento de 3,8 Milhões de euros para a sua finalização”, colocando também a questão do bloco operatório, “que também é uma das nossas aspirações nesta unidade de saúde”.

Por último, Hortense Martins deixou um apelo à ministra da Saúde para a “difícil causa” relacionada com a “necessidade de reforço de profissionais em regiões onde o poder de atração é mais difícil pelas condições de menos massa crítica e de outras condicionantes”.

Em resposta às questões levantadas pela deputada do PS, a secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, informou que, relativamente à ampliação do bloco do Hospital de Castelo Branco, “o projeto de execução está em fase de conclusão e aprovação”, lembrando que “estava bem avançado, mas terá sofrido uma ligeira erosão de calendário”.

“Mas o projeto continua a avançar e a informação que tenho é que estará praticamente em fase de conclusão e prévia aprovação”, explicou a secretária de Estado.

No que respeita à medicina nuclear no Fundão, Jamila Madeira garantiu que “esta obra está consignada e está em execução”.

Já sobre a unidade cardiovascular da Beira Interior, a governante explicou que o projeto “está a aguardar” por estar “a ser também estruturada uma candidatura a fundos comunitários”, sendo “um processo importante para a sua evolução com maior celeridade”.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: