19.4 C
Castelo Branco
Sexta-feira, Setembro 25, 2020
No menu items!
Início Cultura Município do Fundão assinala o Centenário de Amália Rodrigues

Município do Fundão assinala o Centenário de Amália Rodrigues

No âmbito das comemorações do centenário do nascimento de Amália
Rodrigues, o Município do Fundão irá promover, no dia 23 de julho,
quinta-feira, um conjunto de iniciativas, que irão realizar-se de acordo
com o seguinte programa:

16h00    Inauguração da Exposição de Fotografia – “No Tempo das Cerejas”
| A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes – 23 de julho a 13 de setembro
Exposição fotográfica de Carlos Abreu, que pretende ser um louvor à
cereja.

Esta exposição consiste, segundo João Pedro Mésseder, numa
“viagem pelas mudanças porque passam as cerejeiras, desde os ramos de
folhas secas de cor castanha e amarelada, no Outono, até às belas e
delicadas cerejas vermelhas que amadurecem no Verão, passando, e claro,
pela floração, qual magia que, logo na aproximação da Primavera, nos
brinda com uma paisagem coberta de um manto branco povoado de milhões de flores brancas…”.

16h30    Inauguração da Exposição – “Bem-Vinda Sejas Amália” | A Moagem
– Cidade do Engenho e das Artes – 23 de julho a 16 de agosto
Exposição concebida pela Fundação Amália que se assume “como uma tournée de Amália por todo o país e está integrada no programa nacional de
Comemorações do centenário do seu nascimento”.

Esta exposição será composta por fotografias, esculturas, objetos e registos audiovisuais.

17h00    Inauguração do Mural – Amália Rodrigues
Mural pintado pelos artistas Frederico Draw e Contra rua, com curadoria
da Formas Efémeras, na Rua Conselheiro José Alves Monteiro, no Fundão.

17h30    Apresentação do livro «Amália, a Raiz e a Voz” | Edição Jornal
do Fundão | Parque das Tílias.

O livro “Amália, a Raiz e a Voz” é coordenado por Arnaldo Saraiva e
contará com a colaboração e testemunhos de vários músicos nacionais e
internacionais.

Esta obra irá, ainda, dar conta do trajeto de vida de Amália Rodrigues e contará com testemunhos e registos publicados no Jornal do Fundão.

A capa do livro é concebida por Siza Vieira, uma das referências mundiais da arquitetura.

O lançamento do livro será seguido de um momento musical protagonizado por Valéria Carvalho.

Amália Rodrigues, de seu nome completo Amália da Piedade Rebordão
Rodrigues, nasceu, segundo o seu registo de nascimento, a 23 de julho de
1920, tendo a artista adotado o dia 1 de julho como data de aniversário.

A fadista é filha de Lucinda da Piedade Rebordão e Albertino de Jesus
Rodrigues, que residiam no Fundão.

O Município do Fundão pretende com estas iniciativas homenagear Amália
Rodrigues, expoente máximo do fado e considerada a maior fadista de
todos os tempos, tendo ao mesmo tempo raízes no concelho do Fundão.

*Fonte: Facebook do Município do Fundão

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Candidato Presidencial Tiago Mayan visita Coimbra

Iniciativa Liberal Coimbra coordena um programa focado nos temas da Saúde, Empreendedorismo, Educação e Economia Tiago Mayan, candidato...

Partido Aliança realiza 2º Congresso este fim de semana em Torres Vedras

O Partido Aliança realiza o 2º Congresso Nacional, amanhã e domingo em Torres Vedras. Neste Congresso o Aliança vai...

Presidente do Fórum da Energia e Clima diz que coronavírus resulta de agressão à natureza

O presidente do Fórum da Energia e Clima considerou hoje que o coronavírus se junta às centenas de doenças novas que surgiram...

Zona histórica de Castelo Branco ganha estatuto de “zona de coexistência” na Semana Europeia da Mobilidade

Ruas encerradas ao trânsito, sinalética com regras especiais de mobilidade eatividades de motivação para o uso de bicicletas.

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: