26.7 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Agosto 13, 2020
No menu items!
Início Cultura Festival Y#16 na Covilhã - festival de artes performativas 2020 a partir...

Festival Y#16 na Covilhã – festival de artes performativas 2020 a partir de 19 de junho

Residência artística de Joana Gama e Luís Fernandes, entre os dias 20.julho e 24.julho, na EPABI – Escola Profissional de Artes da Covilhã, no âmbito do Festival Y#16-festival de artes performativas, uma organização da Quarta Parede

A convite da Quarta Parede, Joana Gama e Luís Fernandes propõem-se a voltar à composição de música em duo, em residência artística a decorrer na Covilhã entre 20 e 24 de Julho, na Escola Profissional de Artes (EPABI).

Em contexto de residência artística o duo dedicar-se-á a compor novo material a partir da experiência acumulada nas diversas colaborações levadas a cabo nos últimos 4 anos.

Será ainda realizada uma masterclass, no dia 10 de dezembro dirigida aos alunos da EPABI, e no dia 11 de dezembro um concerto aberto ao público.

Ficha artística Piano: Joana Gama | Eletrónica: Luís Fernandes

Música | Duração: 45 min.

O duo já realizou concertos nas principais salas nacionais e nos festivais Novas Frequências (Rio de Janeiro), MadeiradiG (Madeira), Rooster Gallery (Nova Iorque) e Festa da Palavra (Praia, Cabo Verde) com o trabalho discográfico Shhpuma, considerado um dos melhores álbuns de 2014 por diversos críticos nacionais.

O duo também fez bandas sonoras para os filmes “A Glória de Fazer Cinema em Portugal” (2015) de Manuel Mozos – e “Penúmbria” (2016) de Eduardo Brito, distinguidos com o primeiro prémio, respectivamente, no Festival de Cinema Luso-Brasileiro da Feira e no 58o Zinebi, Bilbau (Mikeldi de Ouro).

Nos últimos anos apresentaram concertos no Festival Exquisito (Setembro, 2018 – Lisboa), Planetário do Porto (Novembro, 2018, no âmbito do Festival Porto Post Doc) e no Café Oto (Fevereiro, 2019 – Londres).

Recorde-se que a Quarta Parede regressa à atividade com o FestivalY#16 – festival de artes performativas, com as limitações inerentes ao Covid-19, seguindo todas as indicações de segurança para o público e para as equipas artísticas de cada espetáculo.

É com redobrada energia que retomamos o nosso trabalho, sabendo que será um processo lento até poder voltar a não ter alguns dos limites que agora se impõem para segurança de todos.

O Festival Y#16 vai ser diferente – vai manter as distâncias de segurança, vai ter uso obrigatório de máscaras, vai ter plateias reduzidas – mas, mesmo nas condições adversas que nos atingem a todos, traz para cada espetador a criatividade e as emoções que cada espetáculo oferece, tão necessárias nos tempos atuais.

*Foto: ©Lais-Pereira

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

LIVRE faz apelo aos Partidos Democráticos

Após a parada fascista junto à SOS Racismo, que o LIVRE já condenou, surgiram novas ameaças a várias personalidades antifascistas e...

Flávia Pereira no Festival Penamacor Online

O Município, em colaboração com a SG Produções, está a realizar o Festival Penamacor Online, durante os meses de julho e agosto.

Covid-19: Ministra da Saúde partilha reservas da OMS quanto a vacina russa

A ministra da Saúde partilhou hoje as reservas da Organização Mundial de Saúde (OMS) quanto à vacina para a covid-19 anunciada pela...

Distrital da Juventude Popular de Castelo Branco questiona autarquias do distrito

A Distrital da Juventude Popular de Castelo Branco questionou todas as autarquias do distrito, sobre qual o plano que as mesmas têm...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: