26.7 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Agosto 13, 2020
No menu items!
Início Cultura Observar o céu noturno no Planetário de Ptolomeu do Jardim-Horto de Camões...

Observar o céu noturno no Planetário de Ptolomeu do Jardim-Horto de Camões em Constância

Nas noites de 31 de julho e de 21 de agosto vai ser possível observar o céu com versos d’Os Lusíadas por perto no magnífico cenário do Planetário de Ptolomeu do Jardim-Horto de Camões em Constância.

As ações, integradas no programa Ciência Viva no Verão 2020, resultam de uma parceria entre o Centro Ciência Viva de Constância e a Associação da Casa-Memória de Camões e serão dinamizadas pelo astrónomo Máximo Ferreira e pela professora de Português e camonista Ana Maria Dias.

No Planetário, implantado num anfiteatro ao ar livre, que representa a conceção geocêntrica do universo como era entendida no tempo de Camões, cruzar-se-ão os conhecimentos de astronomia, da época e de agora, com a profundidade e a beleza das estrofes d’Os Lusíadas em que o épico explanou a sua arte e o seu saber.

É o seguinte o programa para cada uma das atividades:

31.07.2020 (6.ª feira) – das 21 às 24 horas

Observar o céu noturno no Planetário de Ptolomeu do Jardim-Horto de Camões

  • Conversa breve sobre o conceito geocêntrico do mundo e pormenores da descrição que Camões faz (na forma de lição que Tétis dá a Vasco da Gama, na ilha dos amores) do conhecimento astronómico da época
  • Identificação de algumas constelações citadas por Camões em Os Lusíadas
  • Referências aos “astros errantes” e aos céus onde “residem”, segundo a descrição de Tétis: Lua, no primeiro céu; Júpiter, no sexto céu e Saturno, no sétimo céu
  • Observações – através de telescópio ligado aos telemóveis dos participantes via Wi-Fi – da Lua, de Júpiter e de Saturno.

21.08.2020 (6.ª feira) – das 21 às 24 horas

Observar o céu noturno no Planetário de Ptolomeu do Jardim-Horto de Camões

  • Conversa breve sobre o conceito geocêntrico do mundo e pormenores da descrição que Camões faz (na forma de lição que Tétis dá a Vasco da Gama, na ilha dos amores) do conhecimento astronómico da época
  • Identificação de algumas constelações citadas por Camões em Os Lusíadas.
  • Referências aos “astros errantes” e aos céus onde “residem”, segundo a descrição de Tétis: Júpiter, no sexto céu e Saturno, no sétimo céu
  • Observação – através de telescópio ligado aos telemóveis dos participantes via Wi-Fi – de Júpiter e de Saturno
  • Observação – através de telescópio ligado aos telemóveis dos participantes via Wi-Fi – da nebulosa “anel da Lira”, do “enxame de Hércules” e da galáxia de Andrómeda

De forma a garantir o cumprimento das normas recomendadas pela Direção-Geral da Saúde, designadamente o limitado número de pessoas presentes, a participação depende de inscrição prévia em www.cienciaviva.pt/veraocv/2020.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Exportações da indústria florestal registaram crescimento em 2019

Dados disponíveis na nova plataforma digital Florestas.pt As exportações daindústria de base florestal relativas ao ano de 2019,...

Vila de Rei: Município e GNR promovem Ação de Sensibilização

Para o correto estacionamento na Praia Fluvial do Penedo Furado O serviço de Proteção Civil do Município e...

Câmaras do Comércio e Indústria da Rússia e da Região das Beiras assinam protocolo

FUNDÃO 13, 14 E 15 DE AGOSTO A CCRB - Câmara de Comércio da Região das Beiras vai...

A Champions League 2020 passa no Dano’s com o patrocínio da Heineken

O Dano’s oferece-lhe toda a segurança para assistir aos jogos da Champions League 2020. Vá torcer pela sua equipa preferida num...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: