11.4 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Setembro 28, 2020
No menu items!
Início Nacional A reflexão sobre o futuro de um país não se faz com...

A reflexão sobre o futuro de um país não se faz com um homem só

O plano Costa Silva, desenhado por uma figura externa ao governo e sem apoio da reflexão na sociedade civil, é um produto que se limita a simular a consulta pública. Dado o momento desafiante em que nos encontramos, com uma pandemia e crise económica sem precedentes, é urgente defender o planeta e corrigir desigualdades. Este tem de ser o plano que orienta a transformação de Portugal para o futuro.

No final de julho foi apresentado ao país a “Visão Estratégica para o Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030” – ou o “plano Costa Silva” como é conhecido.

Este é um “documento enquadrador das opções e prioridades que deverão nortear a recuperação dos efeitos económicos adversos causados pela atual pandemia. É a partir desta visão estratégica que será desenhado o Plano de Recuperação, a apresentar à Comissão Europeia, com vista à utilização dos fundos europeus disponíveis.”.

Ou seja, o futuro do país, as suas opções e prioridades, a alocação de investimento assenta neste documento construído apenas por Costa Silva – que não pertence ao governo nem foi eleito, sem uma reflexão prévia da sociedade civil nem dos seus especialistas.

A abertura do documento a consulta pública não resolve a situação – os comentários já serão à partida condicionados pelo documento em si.

Além disso, a consulta pública decorre durante o mês de agosto, altura tradicional de férias e de descanso – especialmente necessária neste ano de 2020.

Nesta altura de necessária transição em que nos encontramos, onde é necessário desafiar o sistema que provoca as alterações climáticas, desafia os limites do planeta, perpetua desigualdades e acentua o fosso entre aqueles que mais e menos têm, é crucial envolver a sociedade civil na reflexão sobre a visão para o futuro do país e da Europa.

Isabel Mendes Lopes, do Grupo de Contacto do LIVRE, defende o alargamento do prazo da consulta pública da Visão Estratégica apresentada por Costa Silva e a promoção de uma verdadeira participação cidadã na construção do país e do mundo pós-pandemia COVID-19.

Só aprofundando a democracia e os instrumentos democráticos conseguiremos criar uma sociedade mais solidária, caraterística essencial para o futuro.

O LIVRE exige por isso o alargamento franco do prazo da consulta pública, acompanhado com o lançamento de uma campanha inclusiva e alargada de apelo à participação e a contribuições. 

Além disso, nessa campanha devem ser promovidos mecanismos de consulta direta, entre os quais Assembleias Cidadãs, compostas por cidadãos e cidadãs de todo o país, de todas as idades, representativa da diversidade cultural, étnica e social do país, e apoiada por especialistas, que permitam auscultar a população.

Só com uma verdadeira participação pública poderemos saber o que queremos e direcionar as políticas e os investimentos para o conseguir. E é assim que conseguimos construir um verdadeiro Green New Deal – que enfrente simultaneamente os problemas ambientais e sociais.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Covid-19: Festas de Natal e Fim do Ano na Madeira vão acontecer com adaptações

O secretário do Turismo da Madeira afirmou hoje que os concursos para as tradicionais festas de Natal e Fim de Ano na...

21 x 365 = 7665 Dias Alma Azul – Bem Hajam

Professor Joaquim Martins Há pessoas que nos marcam para sempre; ou porque partilhámos Leituras e momentos felizes; ou...

Paulo Bento substitui Santana Lopes na liderança do partido Aliança

O antigo vereador da câmara de Torres Vedras Paulo Bento substitui hoje Pedro Santana Lopes como presidente do partido Aliança após a...

TOOLTO lança Solutioneer, nova plataforma para regularização de sinistros

A TOOLTO – Super Assistência, start-up portuguesa da área dos serviços de mobilidade e Insurtech, acaba de lançar a nova plataforma Solutioneer, que acelera...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: