23.9 C
Castelo Branco
Domingo, Setembro 27, 2020
No menu items!
Início Nacional Preços médios de venda (-1,7%) e arrendamento (-2,9%) caem em julho

Preços médios de venda (-1,7%) e arrendamento (-2,9%) caem em julho

Na venda, Évora (+3,9%) destaca-se pela positiva. Já no arrendamento, Bragança apresenta uma subida de +14,8% e a Guarda uma quebra de -10% face a junho.

Principais conclusões:

  • O preço médio de venda anunciado em julho foi 341.089€ em julho, enquanto em junho tinha sido 359.207€ (-1,7%).
  • O distrito mais caro para comprar um imóvel em Portugal continua a ser Lisboa, sendo que um imóvel custa 542.996€ (-1,7%). À semelhança da capital, os restantes três distritos com preços mais elevados para compra são Faro (446,297€), Região Autónoma da Madeira (321,527€) e Porto (305,768€) e todos registam decréscimos (-1,8%, -1,7% e -0,5%, respetivamente).
  • Do lado do arrendamento, o preço médio anunciado passou de 1.096€ em junho para 1.064€ em julho (-2,9%).
  • Os distritos que em julho apresentaram valores mais baixos foram Guarda (321€), Portalegre (343€), Castelo Branco (403€) e Vila Real (421€).

O Imovirtual acaba de divulgar um estudo, baseado em dados disponíveis na plataforma, no qual analisa a evolução dos preços médios de venda e arrendamento anunciados no Portal.

Os dados agora partilhados referem-se ao comparativo do mês de julho de 2020 com o mês de junho do mesmo ano e o período homólogo de 2019.

Para além das conclusões apresentadas, importa referir que, no segmento de venda em julho de 2020, os quatros distritos que se evidenciam pelos preços médios mais baixos foram Portalegre (114.483€), Castelo Branco (121.134€), Guarda (123.851€) e Beja (131.273€).

Por outro lado, no segmento do arrendamento em julho, Lisboa continua a liderar o TOP de distritos mais caros com as rendas a chegarem, em média, aos 1.387€.

No entanto, face ao mês anterior houve um decréscimo de -2,19% ao passar de 1.418€ para 1.387€. Dos restantes distritos que compõem este TOP, à exceção da Região Autónoma da Madeira (+1,3%), os restantes distritos, nomeadamente Porto (-1,9%) e Faro (-7,7%), registaram quebras.

Se a comparação for feito com o período homólogo do ano passado (julho de 2019), a realidade é algo diferente. No que respeita à venda de imóveis, regista-se uma subida de +5,1% ao passar-se de 324.281€ para 341.089€.

Já no arrendamento, há um decréscimo -8,04% ao passar de 1.157€ em julho de 2019 para 1.064€ em julho de 2020.

Para conhecer todos os detalhes deste estudo, incluindo tabelas e gráficos de apoio, visite https://www.imovirtual.com/noticias/atualidade/mercado-imobiliario-em-numeros-barometro-mensal-de-julho


Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Covid-19: Festas de Natal e Fim do Ano na Madeira vão acontecer com adaptações

O secretário do Turismo da Madeira afirmou hoje que os concursos para as tradicionais festas de Natal e Fim de Ano na...

21 x 365 = 7665 Dias Alma Azul – Bem Hajam

Professor Joaquim Martins Há pessoas que nos marcam para sempre; ou porque partilhámos Leituras e momentos felizes; ou...

Paulo Bento substitui Santana Lopes na liderança do partido Aliança

O antigo vereador da câmara de Torres Vedras Paulo Bento substitui hoje Pedro Santana Lopes como presidente do partido Aliança após a...

TOOLTO lança Solutioneer, nova plataforma para regularização de sinistros

A TOOLTO – Super Assistência, start-up portuguesa da área dos serviços de mobilidade e Insurtech, acaba de lançar a nova plataforma Solutioneer, que acelera...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: