18.3 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Setembro 24, 2020
No menu items!
Início Nacional “Estava a Ver que Nunca mais Convidavas”, a 27 de agosto

“Estava a Ver que Nunca mais Convidavas”, a 27 de agosto

Tiago Bonito é o chef que se segue no evento

O próximo convidado do chef Diogo Rocha (Mesa de Lemos, 1* Michelin), no evento gastronómico “Estava a Ver que Nunca mais Convidavas”, é Tiago Bonito (Largo do Paço, 1* Michelin), a 27 de agosto.

Depois dos chefs Miguel Gameiro e dos irmãos Geadas, é a vez do chef à frente do restaurante da Casa da Calçada, em Amarante, responder ao desafio de Diogo Rocha para cozinhar a quatro mãos nesta casa do Dão.

No dia 27 de agosto, os dois chefs vão aproveitar o facto de o Mesa de Lemos estar aberto este mês pela primeira vez, para mostrar a sua arte a todos os que fazem férias em Portugal e na região centro.

Não perca esta dupla de chefs estrelados, que têm um apreço muito particular pelos produtos das suas regiões e pela qualidade que estes representam em matéria de sabor.

“Fico muito contente por poder oferecer aos portugueses um evento em agosto no meu país e na região Centro, num mês em que o Mesa de Lemos não costuma estar aberto. Vai ser muito interessante perceber a adesão do público nacional face a estas novidades”, adianta o chef Diogo Rocha.

Garanta já o seu lugar!

Recorde-se que o chef Tiago Bonito é um apaixonado pela tradição.

Tiago Bonito pratica uma cozinha mediterrânica, de raiz portuguesa, criando experiências gastronómicas de excelência em que não há prazeres proibidos.

Com 33 anos, o chef nascido em Coimbra é um dos mais destacados chefes da gastronomia nacional, tendo conquistado o título de Chef Cozinheiro do Ano em 2011.

Natural do concelho de Montemor-o-Velho, trabalhou no Algarve e em Lisboa, construindo uma carreira sólida que conta, desde 2017,com o restaurante do Largo do Paço, na Casa da Calçada (1 * Michelin).

Os pratos do chef refletem o seu enorme apreço pela arte da cozinha, bem visível na carta repleta de memórias de sabores de infância e de lugares por onde passou ao longo da vida.

Uma ementa inspirada em lembranças que dão forma à sua criatividade e prestam homenagem às suas raízes, contando a sua história.

Nos dois menus de degustação, “Caminhos” e “Identidade”, e no serviço à carta, onde as origens marcam forte presença, é ainda clara a sua ligação ao mar e à costa portuguesa, reflexo do seu início de carreira no Algarve.

No Largo do Paço destacam-se a paixão pelo mar e o respeito na confecção dos produtos, numa cozinha que mistura tradição e transgressão em doses equilibradas, e que se completa com um serviço de excelência, acolhedor, informal e sofisticado.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Plano 2020/30: Partidos pedem garantias, do SNS à aposta na ferrovia

Os partidos exigiram hoje ao Governo garantias sobre mais investimento público na saúde, na ferrovia e na soberania alimentar, com o PSD...

Idanha-a-Nova: Mulher detida por cultivo de canábis

O Comando Territorial de Castelo Branco, através do Posto Territorial da Zebreira deteve ontem, dia 22 de Setembro, uma mulher, de 47...

Covid-19: Museus e monumentos perderam 70% dos visitantes no 1.º semestre do ano

Os museus, monumentos e palácios nacionais registaram uma quebra de cerca de 70% de visitantes no primeiro semestre de 2020, comparando com...

Covid-19: Utilização de testes rápidos definida no final da semana assegura ministra

A utilização de testes rápidos de detenção de covid-19 será definida no final da semana por um conjunto de peritos, disse hoje...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: