19.4 C
Castelo Branco
Sexta-feira, Setembro 25, 2020
No menu items!
Início Nacional Bloco de Esquerda: Imprensa regional continua à espera dos apoios prometidos

Bloco de Esquerda: Imprensa regional continua à espera dos apoios prometidos

No início de julho, o Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Cultura sobre o atraso dos apoios à imprensa regional e local.

Um mês depois, a situação mantém-se. O atraso pode ter graves consequências, mas o governo veio agora recusar-se a adaptar o processo.

A diminuição de receitas, somada aos efeitos da pandemia de Covid na imprensa, pode ter efeitos devastadores no panorama da imprensa regional e local.

Na pergunta enviada ao governo, o deputado Jorge Costa referia em julho que a imprensa local é a que tem menos capacidade de resistência financeira.

A urgência é maior, mas a concretização do pagamento pelo governo dos apoios previstos continuava pendente da assinatura do despacho.

Sem essa decisão, não ocorre a transferência para as agências que o governo contratou para colocar publicidade institucional nos órgãos de imprensa local e regional.

O atraso nesse processo levou à ultrapassagem dos prazos previstos, levando a maior degradação da situação em muitos órgão de imprensa, que podem ficar incapazes de cumprir compromissos de natureza fiscal e contributiva.

Assim, as publicações em situação mais vulnerável seriam precisamente as excluídas do acesso a estes apoios.

Imprensa regional

O Bloco de Esquerda propôs ao governo que, tal como noutros apoios extraordinários decididos sob a pandemia, a elegibilidade para a atribuição deste seja verificada à data de 16 de março, dia da declaração do estado de emergência

Porém, na resposta enviada ao Bloco de Esquerda, o governo nada diz sobre esta possibilidade.

Mais clara é a recusa do Ministério da Cultura quanto a outro auxílio que o Bloco propôs: mobilizar as verbas estatais não utilizadas durante a pandemia na entrega postal de publicações (o “porte pago”) de modo a, nos últimos meses deste ano, aumentar esta comparticipação de custos.

A medida seria um apoio suplementar sem custos além dos já previstos no Orçamento do Estado para 2020.

Na sua resposta, o Ministério recusa esta possibilidade, remetendo qualquer decisão sobre o porte pago para o âmbito do Orçamento do Estado para 2021.

O Bloco de Esquerda insistirá sobre estas matérias, de modo a contribuir para que a imprensa local e regional possa continuar a desempenhar o seu indispensável papel na vida cultural e democrática do país.

A pergunta do Bloco e a resposta do governo estão disponíveis aqui:
 https://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/Paginas/DetalhePerguntaRequerimento.aspx?BID=117928

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Candidato Presidencial Tiago Mayan visita Coimbra

Iniciativa Liberal Coimbra coordena um programa focado nos temas da Saúde, Empreendedorismo, Educação e Economia Tiago Mayan, candidato...

Partido Aliança realiza 2º Congresso este fim de semana em Torres Vedras

O Partido Aliança realiza o 2º Congresso Nacional, amanhã e domingo em Torres Vedras. Neste Congresso o Aliança vai...

Presidente do Fórum da Energia e Clima diz que coronavírus resulta de agressão à natureza

O presidente do Fórum da Energia e Clima considerou hoje que o coronavírus se junta às centenas de doenças novas que surgiram...

Zona histórica de Castelo Branco ganha estatuto de “zona de coexistência” na Semana Europeia da Mobilidade

Ruas encerradas ao trânsito, sinalética com regras especiais de mobilidade eatividades de motivação para o uso de bicicletas.

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: