14.9 C
Castelo Branco
Domingo, Agosto 1, 2021
No menu items!
InícioCulturaMunicípio da Covilhã manifesta pesar pelo falecimento de Ernesto Melo e Castro

Município da Covilhã manifesta pesar pelo falecimento de Ernesto Melo e Castro

A Covilhã perdeu um dos seus mais notáveis artistas: Ernesto Manuel Geraldes de Melo e Castro.

Nascido na Covilhã, pai da conhecida artista “Geninha” (Eugénia) Melo e Castro, foi poeta, ensaísta, crítico e artista plástico, com destacado pioneirismo na Poesia Experimental, na Videopoesia e na Arte Tecnológica.

Formado em Tecnologia Têxtil em Bradford (Inglaterra) e Doutor em Letras pela Universidade de São Paulo (Brasil), a sua vida, como ele próprio referiu, «deu-se entre o tecido e o texto».

O tecido representava-lhe «qualquer coisa nova e diferente que nasce: o tecido é, por isso, uma metáfora do nascimento».

A poesia e os poetas constituíam «aquilo a que se vai chamando a cultura poética portuguesa, que sempre esteve ligada à liberdade”, mesmo em tempos de Ditadura.

A morte de um artista iluminado, questionador e profundo, criativo e transformador como Ernesto Melo e Castro, só pode ser a metáfora de um renascer, livre e pleno, porque da sua vida e obra ficarão sempre indeléveis memórias.

Na sua Cidade e nos Covilhanenses, inquestionavelmente.

A nota de pesar é subscrita pelo presidente da autarquia, Vítor Pereira.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: