13.9 C
Castelo Branco
Terça-feira, Outubro 20, 2020
No menu items!
Início Nacional Plano 2020/2030: IL alerta para perigo de “oportunidade perdida”

Plano 2020/2030: IL alerta para perigo de “oportunidade perdida”

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) criticou o esboço do Plano de Recuperação e Resiliência apresentado hoje pelo primeiro-ministro ao partido, considerando que é “um decalque” da proposta do gestor Costa Silva e pode transformar-se numa “oportunidade perdida”.

“Este é um plano que aparenta ser um decalque do plano Costa Silva e que não exibe nenhuma das características de gestão que mobilize a sociedade”, criticou o deputado único da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, à saída da audiência com o primeiro-ministro, António Costa, que hoje recebe os partidos com representação parlamentar sobre o Plano de Recuperação e Resiliência.

Cotrim Figueiredo confessou sair “desapontado” do encontro, considerando o esboço “muito dirigista, muito de cima para baixo, com o Estado a decidir o que é melhor para a economia, com pouca influência daquilo que é a sociedade, quer económica quer social”.

“Portugal, nos melhores anos de execução dos fundos estruturais, conseguiu aplicar cerca de 3.200 milhões de euros. O período que se avizinha dos próximos 6 a 7 anos exige execuções anuais na casa dos 6 a 7 mil milhões de euros, mais do dobro. E o governo prepara-se para ter o mesmo tipo de gestão, o mesmo tipo de governação desses fundos”, sustentou.

Para Cotrim Figueiredo, com este documento, o governo de António Costa vai desperdiçar uma “oportunidade única para mobilizar a sociedade portuguesa”, com “o Estado a impor projetos”.

“Se Portugal tem aspirações a viver melhor, do ponto de vista material, mas também do ponto de vista social e do bem-estar, na qualidade dos serviços públicos, na qualidade das oportunidades que são dadas às pessoas, primeiro tem de ter estratégia clara de geração de riqueza e essa, até o próprio professor Costa Silva reconhece, essa riqueza é criada por empresas, não é criada pelo estado”, rematou. 

Durante a manhã, no Palácio de São Bento, António Costa vai ainda receber em sucessivas audiências o PEV, o PCP e o PAN. Na parte da tarde, a partir das 15:00, o primeiro-ministro reúne-se com o Chega, o CDS, o Bloco de Esquerda e o PSD.

A primeira versão deste plano, que é um dos instrumentos desenhados a partir da visão estratégica do professor universitário e gestor Costa Silva, vai ser apresentado em 14 de outubro no parlamento, e no dia seguinte será apresentado à Comissão Europeia.

O Plano de Recuperação e Resiliência enquadra-se no Plano de Recuperação Europeu, que pretende mitigar os efeitos da pandemia da covid-19.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Setor terciário está em rotura total em Portugal

54% DOS PRESTADORES DE SERVIÇOS EM PORTUGAL NÃO GANHOU €1 NO 3º TRIMESTRE A pandemia e Estado de...

Giro: João Almeida reforça liderança após 16.ª etapa ganha por Jan Tratnik

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) reforçou hoje a camisola rosa, numa 16.ª etapa da Volta a Itália em bicicleta ganha pelo esloveno...

EUA/Eleições: Segundo debate televisivo tenta evitar caos do primeiro confronto

O segundo debate de campanha para as presidenciais dos EUA, na quinta-feira, terá microfone fechado para o candidato que não estiver a...

Idanha-a-Velha recebe o evento “Nas Terras do Rei Wamba… Há Sementes!”

Dia 31 de outubro A Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha vai receber no dia 31 de outubro o evento...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: