12.8 C
Castelo Branco
Sexta-feira, Janeiro 15, 2021
No menu items!
Início Nacional Politécnico de Castelo Branco cresce no Concurso Nacional de Acesso

Politécnico de Castelo Branco cresce no Concurso Nacional de Acesso

Concluída a 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNA) do ano 2020, foram colocados nas licenciaturas do Politécnico de Castelo Branco 604 estudantes, mais 76 que na 1ª fase do CNA do ano 2019.António Fernandes, Presidente do IPCB, mostra-se satisfeito com os resultados obtidos e sublinha a tendência crescente do número de estudantes colocados no IPCB ano após ano.

O aumento de 2020 face a 2019 foi praticamente o dobro do aumento de 2019 face a 2018.

Aos estudantes colocados nas licenciaturas pela via do CNA juntam-se mais de 300 estudantes colocados através de outros regimes de ingresso (M23, titulares de Cursos Técnicos Superiores Profissionais, titulares dos cursos de dupla certificação do ensino secundário e cursos artísticos especializados, entre outros) e cerca de 60 estudantes colocados na Escola Superior de Artes Aplicadas através do Concurso Local.

Os resultados definitivos dos estudantes colocados através de todos estes regimes de ingresso serão conhecidos nos primeiros dias de outubro.

Relativamente a estudantes internacionais formalizaram a matricula 291 estudantes. Assim, nesta fase, o IPCB contabiliza mais de 1200 novos estudantes colocados nas licenciaturas.

António Fernandes adianta que todas as licenciaturas do IPCB têm alunos colocados por outros regimes de ingresso (com particular destaque para os estudantes internacionais), estando assegurado o funcionamento das mesmas.

Manifesta otimismo relativamente à 2.ª fase do CNA, habitualmente generosa para o IPCB e sublinha que algumas das licenciaturas com vagas sobrantes no CNA têm tido, em anos anteriores, preenchimento pleno das vagas através dos outros regimes de ingresso.

Relativamente aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), o IPCB já conta com 189 estudantes colocados na 1º fase, distribuídos por 11 CTeSP.

Relativamente ao funcionamento dos CTeSP, António Fernandes refere que a seleção dos cursos comfuncionamento no ano letivo 2020/21 teve em consideração a preferência manifestada pelos candidatos e razões relacionadas com maior procura, maiores níveis de financiamentoe melhor utilização dos recursos existentes no IPCB.

Aos números mencionados anteriormente importa somar 242 estudantes matriculados nos mestrados do IPCB, aguardando-se pela segunda fase de candidaturas.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: