13.3 C
Castelo Branco
Sexta-feira, Outubro 23, 2020
No menu items!
Início Desporto Favoritos travam portugueses no “qualifying” do Lisboa Belém Open

Favoritos travam portugueses no “qualifying” do Lisboa Belém Open

Quadros principais foram sorteados este sábado

Começou e terminou este sábado a participação dos três portugueses que receberam “wild cards” para o “qualifying” do Lisboa Belém Open, o torneio que marca o regresso do ATP Challenger Tour a solo português (pela primeira vez em 2020) e que distribui 44.820 euros em prémios monetários.

A qualidade do elenco da quarta edição do maior torneio do concelho de Lisboa já fazia antever muitas dificuldades para a comitiva da casa e dentro do “court” confirmaram-se, com os três a caírem perante cabeças de série.

O primeiro a entrar em ação, e pela primeira vez num torneio de nível Challenger, foi Pedro Araújo (1424.º).

A jogar em “casa”, o lisboeta, campeão nacional de sub 18, deixou boas impressões, mas não conseguiu resistir ao austríaco Sebastian Ofner (168.º), que confirmou o favoritismo e venceu por 6-2 e 6-2.

“Entrei um bocadinho nervoso, não só por ser o primeiro Challenger, mas também por ser contra um jogador deste nível. Mas é perfeitamente natural e isto aos poucos vai passando, quantos mais jogos conseguir fazer a este nível melhor vou jogar”, admitiu o jogador da Escola de Ténis Jaime Caldeira. 

“Tentei ao máximo fazer o meu jogo, mas foi muito difícil. Ele criou-me muitas dificuldades e eu tinha de estar sempre bem no ponto se o queria ganhar. Sinto que podia ter feito mais alguns jogos, especialmente no segundo set o resultado não espelha bem o que se passou dentro do campo, mas é assim. Estes jogadores têm mais experiência e nos pontos importantes ele conseguiu ser melhor do que eu.

Apesar de não ter conseguido vencer, Pedro Araújo saiu do CIF satisfeito com a experiência e motivado para chegar aos grandes palcos do circuito mundial masculino: “Espero que tenha sido o primeiro [Challenger] de muitos. Espero que no futuro consiga ganhar jogos e até torneios desta categoria para depois dar o salto para os torneios ATP. Isto é só o início e tenho um longo caminho a percorrer.”

Depois, João Monteiro (879.º ATP) foi a jogo no Estádio CIF e conquistou o primeiro “set” para as cores portuguesas nesta edição do Lisboa Belém Open, mas deixou a vitória escapar: perdeu por 6-7(5), 6-4 e 6-1 para o brasileiro Guilherme Clezar (263.º classificado mundial), que já jogou seis finais no ATP Challenger Tour (venceu duas).

João Monteiro

“Foi um dos primeiros ‘sets’ mais longos que já joguei e isso refletiu-se no desenrolar do segundo e do terceiro. Ao 5-4 do segundo ‘set’ vi-me apertado com um 0-40 no serviço e ainda consegui fazer o 40-40, mas tive um lapso de concentração e a este nível o ‘set’ vai. Depois entrei bem no terceiro, logo com um ‘break point’, mas ele conseguiu ir buscar esse ponto e esse jogo de serviço e fugiu no marcador”, lamentou o portuense de 26 anos, que não competia a este nível desde novembro de 2019, na Maia.

A fechar a participação portuguesa na jornada inaugural do Lisboa Belém Open, Tiago Cação (543.º) também tentou surpreender um favorito no regresso à terra batida do CIF, mas a tarefa revelou-se impossível e o jogador do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis perdeu por 6-3 e 6-2 para Borna Gojo (270.º) ao fim de 1h19, um resultado que não espelha totalmente o equilíbrio que se verificou sobretudo na segunda partida, em que o penichense conseguiu fazer frente à consistência do fundo do campo do adversário e subir algumas vezes à rede para lhe criar mais dificuldades.

Com as três derrotas portuguesas na primeira jornada, o “qualifying” do Lisboa Belém Open será decidido entre Sebastian Ofner-Tristan Lamasine, Kacper Zuk-Borna Gojo, Adrian Menendez-Maceiras -Dimitar Kuzmanov e Guilherme Clezar-Orlando Luz.

Ainda este sábado realizaram-se os sorteios dos quadros principais, com o grande destaque a ir para o duelo entre amigos de Pedro Sousa (segundo cabeça de série) com Gastão Elias logo a abrir a “grelha” de singulares. 

João Domingues (oitavo pré-designado) defronta Benjamin Bonzi, Frederico Silva aguarda pelo desfecho da fase de qualificação, Gonçalo Oliveira desafia Blaz Rola (sétimo cabeça de série) e Nuno Borges, que este domingo joga a final do ITF de 15 mil dólares de Setúbal, tem pela frente o ex-top 30 Damir Dzumhur, que está na final do Challenger de Barcelona.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Vodafone Portugal e NOS celebram acordo histórico para partilha de ativos e desenvolvimento de redes móveis

A Vodafone Portugal e a NOS assinaram hoje um acordo histórico para partilha de ativos móveis de abrangência nacional, que vai permitir...

Município de Vila de Rei sensibiliza para o cumprimento de todas as regras da DGS durante o Dia de Finados

O Município de Vila de Rei encontra-se a sensibilizar todos os seus munícipes para que, durante as tradicionais visitas a cemitérios nos...

Consumidores queixam-se da falta de segurança sanitária nas lojas

Portal da Queixa recebeu mais de 700 reclamações entre março e outubro Aglomeração de pessoas em lojas, afunilamento...

COVID-19: Mensagem à População do concelho de Idanha-a-Nova

O Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, emitiu um comunicado à população do concelho, cujo teor reproduzimos na íntegra.

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: