14.6 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Outubro 21, 2020
No menu items!
Início Nacional Jerónimo de Sousa considera que há respostas que não podem esperar pelo...

Jerónimo de Sousa considera que há respostas que não podem esperar pelo Orçamento

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, considerou hoje que há “respostas” a dar à população que “não podem esperar” pelo próximo Orçamento do Estado, até porque este documento “não é tudo”.

“É necessário que se diga que o Orçamento não é tudo nem determina tudo o que se impõe concretizar para dar resposta aos problemas com que os trabalhadores, o povo e o país se confrontam”, considerou hoje Jerónimo de Sousa, falando na Horta, ilha do Faial, no final de uma visita de dois dias aos Açores a propósito das eleições que se avizinham no arquipélago.

Falando antes de ser conhecido que o Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano, o líder comunista realçou que “há respostas cuja premência não pode ficar à espera” da implementação do documento.

Em causa, entre outros, está o aumento geral dos salários, a subida do salário mínimo para 850 euros “no curto prazo”, a revogação de “normas gravosas” na legislação laboral ou o aumento do investimento público, nomeadamente em áreas como a saúde, a braços com o combate à pandemia de covid-19.

No que refere ao sufrágio nos Açores, no próximo dia 25, Jerónimo advogou que “cada deputado a mais” eleito pela CDU (que junta PCP e Os Verdes) “é um deputado a menos na mão dos que tudo prometem nas eleições mas logo esquecem quando os votos são contados”.

E concretizou: “Queiram os trabalhadores e o povo açoriano dar-nos a força necessária para concretizar e seguramente teremos uma região com mais justiça social”.

A proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano será entregue pelo Governo na Assembleia da República na segunda-feira.

Na quinta-feira, o Conselho de Ministros esteve reunido desde as 09:30 até perto das 20:00 e aprovou a proposta de Orçamento “na generalidade”, mas com “alguns temas por fechar” pelo executivo, adiantou à agência Lusa fonte oficial do Governo na altura.

O Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano e a proposta de Lei das Grandes Opções, anunciou o Governo em comunicado.

Depois de entregue pelo Governo na segunda-feira no parlamento, a proposta de Orçamento é depois votada na generalidade em 28 de outubro, estando a votação final global do documento marcada para 26 de novembro.

No sábado, o primeiro-ministro afirmou estarem “criadas as condições” para um acordo com o BE e o PCP para a aprovação do OE2021.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Sessão Pública de Abertura da Escola de Queijeiros

A Escola de Queijeiros, atividade integrada no Programa de Valorização do Queijo da Região Centro, iniciar-se-á no próximo dia 26 de outubro,...

Covid-19: Portugal com mais 16 mortos e 2.535 casos confirmados

Portugal contabiliza hoje mais 16 mortos relacionados com a covid-19 e 2.535 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o...

João Almeida segura liderança da geral na Volta a Itália em 17.ª etapa ganha por Ben O’Connor

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) manteve esta quarta-feira a liderança da Volta a Itália em bicicleta, numa 17.ª etapa ganha pelo australiano...

UC lança programa inovador de preparação dos estudantes para o mercado de trabalho em parceria com a Randstad

A Universidade de Coimbra (UC) associou-se à Randstad, empresa líder global em soluções de recursos humanos, para lançar um programa inovador de...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: