14 C
Castelo Branco
Domingo, Outubro 25, 2020
No menu items!
Início Nacional Covid-19: Chega contra obrigatoriedade do uso de máscara

Covid-19: Chega contra obrigatoriedade do uso de máscara

 O deputado único do Chega criticou hoje a obrigatoriedade do uso de máscara na rua e indicou que não confia na aplicação StayAway Covid, anunciando que vai votar contra a proposta de lei do Governo.

Em declarações aos jornalistas na Assembleia da República, André Ventura anunciou o voto contra o diploma do executivo que impõe o uso da máscara e da aplicação por considerar que vai “piorar a situação”

“Nós não confiamos neste Governo” pelas “últimas atitudes que tem tido” e, “quando não se confia num Governo, não se pode pedir que confiemos numa aplicação que o Governo pede para instalar”, afirmou o deputado.

Sobre a obrigatoriedade da utilização da StayAway Covid, o também presidente do Chega recusou entrar “na discussão sobre se é constitucional ou não é constitucional”, alegando que “já houve pareceres de todo o tipo de constitucionalistas variados que deram a sua opinião”.

“O Chega é contra o uso obrigatório de máscara na via pública”, frisou, justificando que “não há evidência científica de que o uso de máscara em espaço aberto controle as cadeias de transmissão”.

André Ventura considerou que esta medida contradiz o que foi dito anteriormente e advogou que “a população começa a ficar saturada deste tipo de medidas”, o que gera “desconforto e uma desconfiança cada vez maior em relação ao executivo”.

“Admito até que a maioria da população entenda que é uma medida útil e eficaz, eu não acho, acho que não é, acho que vai criar saturação, acho que vai criar problemas e acho que vai criar ainda mais tensão”, que “não é eficaz” e “não vai combater a pandemia”, elencou.

Admitiu que o partido pode ficar isolado nesta posição, o presidente do Chega assinalou que esta é a sua posição bem como a posição “maioritária dos órgãos” do partido.

O deputado único criticou igualmente que “o Governo tem feito isto quase de forma progressiva”, o que mostra “uma condução completamente errática da pandemia”.

Na ótica de André Ventura este é um momento em que se impõe confiança e “estabilidade no combate à pandemia” de covid-19 e “não parece que este acréscimo vá trazer nada de positivo no combate à pandemia”.

“Daqui a uns meses saberemos quem tinha razão”, referiu.

O líder do Chega defendeu também que é preciso “dar mais informação” à população, que “é o que continua a falhar”, garantir as unidade de saúde mantêm capacidade “de fazer os tratamentos e o acompanhamento das situações não covid” e ainda “continuar a incentivar o cumprimento das regras de distância e o cumprimento das regras sanitárias”.

Confrontado com o facto de ter defendido anteriormente medidas mais apertadas, André Ventura recusou que a posição que defendeu hoje seja contraditória com o que disse no passado e justificou que em março não eram conhecidas “as características desta pandemia”, apenas se sabia que “era altamente contagiosa e que tinha um impacto significativo”, e que na altura advogou o fecho das fronteiras “porque o contágio estava a ocorrer da circulação internacional”.

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou na quarta-feira que o Governo ia apresentar ao parlamento uma proposta de lei para que seja obrigatório quer o uso de máscara na via pública quer a utilização da aplicação StayAway Covid em contexto laboral, escolar, académico, bem como nas Forças Armadas, Forças de Segurança e na administração pública.

Ao fim do dia, o diploma entrou na Assembleia da República e prevê multas que variam entre os 100 e os 500 euros para quem não cumprir a lei, tanto na parte das máscaras como da aplicação.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

II Programa de Hosted Buyers and Suppliers: Turismo Ibérico reúne-se na Beira Baixa

Encontro online realiza-se a 28 de outubro A Península Ibérica volta a encontrar-se na Beira Baixa.

Novo portátil HP Spectre x360 14: o design Inovador junta-se à Inteligência Adaptativa e a Desempenho de Topo

Este elegante PC convertível é um reflexo da liderança da HP no campo da sustentabilidade e o primeiro portátil do mundo...

Sondagem APCOI: 65% das crianças com obesidade em Portugal sofrem bullying escolar

1 em cada 5 crianças com obesidade foi vítima pela primeira vez de um ataque de cyberbullying nas redes sociais relacionado com o...

Marisa Matias reuniu com representantes do movimento cívico em Defesa Hospital dos Covões

O contínuo encerramento de serviços e desmantelamento do Hospital dos Covões foi motivo para uma reunião, dia 24/10, entre Marisa Matias e...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: