19.4 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Outubro 21, 2020
No menu items!
Início Nacional Assim será viajar na Airbnb em 2021: estadias próximas e prolongadas, com...

Assim será viajar na Airbnb em 2021: estadias próximas e prolongadas, com um grupo reduzido de pessoas e trabalhar em qualquer lugar

  • Trabalhar enquanto se viaja em lazer, turismo de proximidade e ‘viagens cápsula’, são as principais tendências para o próximo ano.
  • Setúbal, Olhão, Portimão, Grândola e Aljezur estão entre as principais tendências de viagens domésticas dos portugueses em 2021.
  • A nível internacional, os portugueses esperam poder viajar para destinos como Ibiza, Brasil, Palermo, Beverly Hills e França.

A COVID-19 teve um profundo impacto nas viagens em 2020. Ao olhar para 2021, a Airbnb acredita que estes efeitos continuarão a fazer-se sentir de diversas formas.

Em primeiro lugar, a continuação do teletrabalho e, em alguns casos, das aulas à distância, acabará com as habituais épocas turísticas e diluirá as diferenças entre trabalhar e viajar em lazer.

Em segundo lugar, a segurança e a limpeza continuarão a ser as principais preocupações dos viajantes, que vão continuar a preferir casas inteiras, particulares, em vez de hotéis lotados.

Em terceiro lugar, o turismo internacional, especialmente o de longa distância, continuará a ser impactado e, finalmente, após estarem em isolamento durante muito tempo em 2020, as pessoas retomarão as viagens para se reconectarem com amigos e famílias de forma segura e controlada.

Em 2021, as viagens continuarão a estar menos focadas em “fazer turismo” e mais em “viver, viajar e interagir em segurança longe de casa”.

A Airbnb constituiu a plataforma ideal para satisfazer esta mudança nas necessidades das pessoas, quer se trate de uma casa inteira para uma escapadela fora da cidade, para se reconectar com entes queridos, ou para experimentar um novo bairro para, talvez, mudar de habitação.

Além disso, a plataforma da Airbnb permite a qualquer pessoa com espaço disponível tirar partido destas tendências e ganhar algum dinheiro extra muito necessário.

Com base num inquérito promovido nos EUA* e na análise de pesquisas de viajantes portugueses*, a Airbnb revela as três principais tendências que estão a redefinir as viagens em 2021:

Viver em qualquer lugar. Levar a vida na estrada

Em 2021, “trabalhar a partir de casa” pode significar “trabalhar a partir de qualquer casa”, já que o trabalho à distância vai continuar a ser uma realidade para muitas pessoas. No inquérito promovido pela Airbnb*:

  • 83% dos inquiridos é favorável à relocalização como parte do trabalho à distância
  • Um quarto dos inquiridos acredita que será capaz de “viver onde quiser e trabalhar à distância”. 
  • Um em cada cinco inquiridos relocalizaram a sua situação de vida durante a pandemia de forma temporária ou permanente.
  • 60 por cento dos pais estão muito ou algo inclinados a considerar a possibilidade de trabalhar à distância e viajar com as suas crianças se a escolas continuarem com interrupções.
  • Sem surpresa, a Geração Z e os jovens Millennials têm mais probabilidades de acreditar que podem mudar para um novo local para trabalhar ou estudar à distância.

Uma das formas utilizadas pelos viajantes para tirar partido desta tendência é “testar antes de comprar”- virando-se para a Airbnb para experimentar novos bairros e cidades antes de assumirem um compromisso a longo prazo.

Entre julho e setembro deste ano, registou-se um aumento de 128 por cento nos comentários de hóspedes que mencionaram “relocalização”, “relocalizar”, “trabalho remoto” e “experimentar um novo bairro” em comparação com o mesmo período do ano passado. 

Turismo de proximidade e “Staycations”

Como a incerteza persiste, as viagens domésticas continuarão a ser uma tendência em 2021.

Olhando para 2019, cidades como Madrid, Londres e Barcelona foram destinos populares.

Para o próximo ano, os viajantes portugueses estão a olhar para um grupo de destinos domésticos em áreas rurais e de praia na Airbnb em Portugal, mostrando que talvez haja um afastamento em relação às épocas tradicionais de férias, e uma preferência por destinos escapadinhas de férias ao longo de todo o ano.

Alguns dos destinos em alta incluem:

  • Setúbal
  • Olhão
  • Portimão
  • Grândola
  • Aljezur
  • Manteigas
  • Sintra
  • Sines
  • Porto Santo
  • Faro
  • Porches

Embora a maioria das viagens se mantenha mais perto de casa em 2021, isso não significa que os viajantes não estejam a ter novas e excitantes aventuras no local onde estão hospedados.

Os hóspedes estão a expandir os seus horizontes e a procurar experiências de viagem únicas procurando estadias em alojamentos singulares na plataforma Airbnb incluindo uma variedade de espaços conhecidos por usar menos energia e gerar menos resíduos, como as Casas na Árvore, Yurts, Celeiros, Casas Cicládicas ou Domes.

De facto, os anfitriões de ‘anúncios únicos’ na Airbnb ganharam mais de 1.000 milhões de dólares desde que a pandemia foi declarada em março.

A mudança para estadias mais remotas e com distanciamento social também está refletida  em alguns dos espaços mais reservados.

Casas inteiras substituíram oficialmente os apartamentos como o espaço mais procurado entre os hóspedes em 2021, disponibilizando um espaço privado e controlado para todos.

Outros espaços mais isolados como cabanas ou espaços rurais posicionam-se entre os cinco principais tipos de espaços para viagens em 2021, substituindo as villas e moradias urbanas na lista de 2020.

‘Viagens Cápsula’, uma tendência que chegou para ficar

2020 tornou bastante real o desejo de ligação humana e isto repercute-se na forma como as pessoas estão a pensar em viajar em 2021.

E, as famílias recorrem cada vez mais à Airbnb para se reconectarem em segurança: durante o verão, houve três vezes mais listas de desejos (wish lists) incluindo ‘família’ no título do que no verão passado e essa tendência continuou a aumentar mais de 2,5 vezes neste mês de setembro em comparação com o ano passado.

Quer se trate de viajar para estar perto de membros da família, ou reunir-se para passar uma quarentena com um grupo de amigos, as ‘viagens cápsula’ estão aqui para ficar para aqueles que querem estar juntos em segurança, reduzindo simultaneamente os riscos associados à socialização com outros.

Para aqueles que se mudaram voluntariamente este ano, 37% dizem que foi para estar perto da família ou amigos – a razão mais comum*.

Isto tornou-se cada vez mais popular entre as gerações mais jovens, com 61% dos inquiridos com menos de 50 anos interessados em mudar-se permanentemente e 47% interessados em mudar-se temporariamente para estar mais perto de entes queridos*.

E na Airbnb, mais de metade das viagens procuradas para o próximo ano incluem três ou mais pessoas, mostrando como as pessoas estão a viajar juntas. 

Planear para o Futuro

Embora as viagens possam parecer um pouco diferentes em 2021, as aventuras futuras mantêm os viajantes inspirados. Embora a incerteza continue a pesar na vida das pessoas, quanto mais ficam em casa, mais a ideia de sair lhes dá confiança para o futuro. Quando inquiridas sobre como é que o planeamento de uma viagem futura as faz sentir, a resposta mais selecionada pelos inquiridos foi simplesmente: esperançada/esperançado.*

Quando a pandemia terminar e as restrições relativamente a viagens começarem a ser levantadas, os viajantes portugueses poderão começar a dirigir-se para os locais mais vibrantes da Europa e dos EUA (como Ibiza, Palermo e Beverly Hills LA), visitar as maravilhas da natureza no Brasil, ou passear por locais históricos e culturais em França. Alguns dos destinos entre os portugueses para viagens ao estrangeiro em 2021 são:   

  • Ibiza (Espanha)
  • Cabo Frio (Brasil)
  • Arraial do Cabo (Brasil)
  • Belo Horizonte (Brasil)
  • Natal (Brasil)
  • São Paulo (Brasil)
  • Palermo (Itália)
  • Chessy, Île-de-France, (França)
  • Recife, (Brasil)
  • Beverly Hills, California, (EUA)
*Baseado num inquérito solicitado pela Airbnb e conduzido pelo ClearPath Strategies de 15-19 de Setembro de 2020 a 1.010 adultos americanos. 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Stadler e CP – Comboios de Portugal assinam contrato para 22 comboios regionais

O operador ferroviário público português CP - Comboios de Portugal e a Stadler assinaram um contrato de aquisição de 22 comboios regionais...

Mercado livreiro recupera “significativamente” após-confinamento e reduz perdas a 7,5ME

A venda de livros em Portugal recuperou "algum fôlego" da queda abrupta que registou devido à pandemia, mas ainda assim continua com...

Covid-19: Clube Desportivo de Alcains tem 12 jogadores infetados

O Clube Desportivo de Alcains (CDA), sediado na vila de Alcains, no concelho de Castelo Branco, tem 12 jogadores da equipa de...

Covid-19: Época balnear de 2020 teve mais salvamentos mas há mortes a lamentar

Na época balnear de 2020 houve mais salvamentos nas praias portuguesas do que em 2019, mas continuam a existir mortes a lamentar...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: