6.7 C
Castelo Branco
Terça-feira, Dezembro 1, 2020
No menu items!
Início Nacional Procura por portáteis, livros escolares e secretárias dispara em 2020

Procura por portáteis, livros escolares e secretárias dispara em 2020

Ao longo do ano verificaram-se diferentes piques deste indicador nos artigos referidos, sobretudo durante os períodos de confinamento, desconfinamento e, mais recentemente, no regresso ás aulas.

Principais conclusões:

PORTÁTEIS

  • O nº de contactos a anúncios deste tipo de equipamentos cresceu 40% de fevereiro para março e 100% de março para abril (confinamento). Depois registou-se um retorno gradual a níveis pré-Covid até julho. Em agosto (+5%) e setembro (+15%), meses de preparação do regresso às aulas, voltou a sentir-se um aumento da procura.
  • As regiões do país em que esta procura foi mais intensa nos períodos referidos foram Braga, Aveiro e Porto.
  • Do lado da oferta, a tendência é semelhante ainda que menos significativa. Verificou-se uma subida de 8% entre março e abril, de 2% em agosto e 7% em setembro.

LIVROS ESCOLARES

  • Neste caso a tendência de crecimento da procura verificou-se ligeiramente mais tarde. De março para abril subiu 29& e no mês seguinte +8%. Já de junho para julho o aumento foi de 17% e esta tendência manteve-se nos dois meses seguintes: agosto (+32%) e setembro (+21%).
  • No mapa do país, Braga, Aveiro e Porto foram novamente os distritos em destaque neste indicador.
  • Em termos de oferta, os números indicam um crescimento contínuo desde maio. O registo mais elevado foi de 10% entre julho e agosto.

SECRETÁRIAS

  • No que respeita a este artigo, a procura aumentou em entre março e abril (+29%) e voltou a subir em maio (+15%). Em seguida houve um regresso aos valores pré-pandemia até julho. Em agosto cresceu novamente 17% e em setembro 8%,
  • Os distritos que mais se destacaram foram Setúbal, Braga e Porto.
  • No que concerne à oferta, também se regista um crescimento estável desde abril. O registo mais elevado foi de 10% entre abril e maio.

O OLX acaba de divulgar um estudo, baseado em dados disponíveis na plataforma, no qual analisa a evolução da procura (contactos feitos a anúncios) e oferta (anúncios novos e ativos) por portáteis, livros escolares e secretárias.

As conclusões agora apresentadas examinam os primeiros nove meses de 2020 (janeiro a setembro).

“Este estudo dá-nos uma real perspetiva sobre o impacto da Covid-19 no ensino em Portugal. Com o confinamento, e consequente lançamento da Telescola / Estudo em Casa por parte do Governo, as famílias viram-se obrigadas a criar as condições necessárias para que os mais jovens pudessem desenvolver a sua principal atividade. Como sempre acontece, e os números deste estudo comprovam-no, o OLX voltou a ser uma opção natural para a maioria das pessoas que procuravam soluções válidas, imediatas e mais económicas para os seus problemas”,considera Lucas Alves, Contente Marketing Specialist do OLX Portugal.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Nuno Borges afastado por favorito no regresso ao Maia Open; quarteto português em destaque na terça-feira

Maiato não conseguiu surpreender adversário mais cotado Sousa, Domingues, Oliveira e Elias prontos para as estreias

Covid-19: Empresários da restauração iniciam vigília por tempo indeterminado no Porto

Empresários da restauração do Porto iniciaram esta noite, defronte da Câmara do Porto, uma vigília por tempo indeterminado até o Governo discutir...

Vereadores do PSD visitaram o ...

Os vereadores do PSD visitaram no passado dia 28.11.2020, por solicitação dos mesmos, o Kartódromo de Castelo Branco, os quais contaram com...

Covid-19: Maior controlo nas fronteiras não foi eficaz para conter o vírus

O ministro da Administração Interna considerou hoje que o maior controlo nas fronteiras internas do espaço Schengen, durante os primeiros meses da...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: