17.7 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Outubro 20, 2021
No menu items!
InícioNacionalAPSTE junta-se a protesto do setor da Cultura marcado para o Campo...

APSTE junta-se a protesto do setor da Cultura marcado para o Campo Pequeno

A manifestação agendada para o próximo sábado será o culminar da iniciativa “Pela sobrevivência dos (In)visíveis”, uma campanha digital de sensibilização que, ao longo de toda esta semana, pretende demonstrar quais as consequências para a sociedade do desaparecimento das empresas do setor   

A Associação Portuguesa de Serviços Técnicos para Eventos (APSTE) informa que, no seguimento da sua iniciativa “Pela sobrevivência dos (in)visíveis” eapós convite endereçado pela organização, decidiu fazer parte do protesto a realizar-se, durante o próximo dia 21 deste mês, no Campo Pequeno.

Esta participação surge no âmbito dacampanha referida que entretanto se tornou viral, contando já com +35 mil pessoas alcançadas, +15 mil visualizações e+5 mil interações, incluindo +700 partilhas, em apenas 24 horas, nas redes sociais da associação.

A campanha “Pela sobrevivência dos (in)visíveis” é composta por um conjunto de cinco vídeos, divulgados em cada um dos dias desta semana, referentes a diferentes tipos de eventos: políticos (já divulgado), festivais de verão (já divulgado), festas populares, corporativos, teatro / moda / televisão.

A iniciativa surge no universo digital devido às limitações atualmente em vigor na maioria dos concelhos de Portugal continental devido à pandemia de Covid-19.

Pode ver nos links em baixo os vídeos já divulgados até ao momento:

  1. https://fb.watch/1PHzpdJ6Ee/
  2. https://fb.watch/1PJ3FUH7K5/

“Após os mais recentes desenvolvimentos, que passam pela limitação de eventos corporativos a cinco pessoas, e sem esquecer as medidas apresentadas a propósito do OE2021, que claramente deixam por responder temas vitais para o setor, sentimos necessidade de agir e mostrar tanto a governantes como opinião pública o que poderá acontecer caso as nossas empresas desapareçam. E, ao contrário do que se pensa, as ondas de choque de um cenário deste género se confirmar irão sentir-se a vários níveis na sociedade, já que somos protagonistas invisíveis de anúncios do Primeiro-Ministro e do Presidente da República ao país, de campanhas eleitorais dos mais variados partidos, de Festivais de Verão, das festas populares que correm o país de ponta a ponta, de acontecimentos como o Web Summit, entre muitos outros. Queríamos passar uma mensagem forte, apelar à ajuda de todos, sem infringir as atuais limitações imposta e sabemos a força que o digital tem nos dias que correm, por isso surgiu esta campanha”,justifica Pedro Magalhães, Presidente da APSTE.

“Já após termos a campanha fechada, APEFE anunciou que iria realizar uma manifestação no Campo Pequeno e lançou-nos o convite para nos juntarmos. Após a devida ponderação, achámos que seria a melhor forma de terminar em grande a nossa semana de protesto. Desafiaremos os nossos associados a marcar presença, porque, agora mais do que nunca, é fundamental que todo o setor se una em torno de um objetivo comum: a sobrevivência de um setor. As nossas flight cases, que entretanto se tornaram numa imagem de marca da nossa luta, darão certamente outra dimensão a uma iniciativa que, mais uma vez, se pretende pacifica e apenas visa chamar a atenção para o desespero que vivem todos os que trabalham na cultura e/ou nos eventos”, conclui Pedro Magalhães.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: