5.3 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Dezembro 2, 2020
No menu items!
Início Nacional O direito das crianças à educação em tempo de pandemia diz o...

O direito das crianças à educação em tempo de pandemia diz o LIVRE

O contexto de pandemia deve ser a oportunidade de reflexão sobre a transformação há muito devida na escola, no ensino e na educação em Portugal. 

O direito das crianças à educação está a ser um dos mais duramente atingidos devido à pandemia.

Muitas crianças e adolescentes deixaram de poder ir à escola e o ensino à distância revelou e agravou desigualdades educacionais que decorrem, fundamentalmente, de desigualdades económicas e sociais.

São assim mais penalizados as crianças e os adolescentes que vivem em contextos mais vulneráveis, e para quem a escola e a educação são a maior garantia de um futuro melhor .

Em Portugal, grande parte do ano letivo 2019/2020 decorreu com as crianças e adolescentes em casa a ter aulas online.

No entanto, nem todos dispunham dos meios digitais e do contexto familiar adequados para a efetivação dessas aulas, pelo que muitos ficaram com as suas aprendizagens irremediavelmente comprometidas.

O LIVRE alertou, em devido tempo, para esta situação, assim como para a necessidade do Governo e do Ministério da Educação se prepararem para o caso de um segundo confinamento. 

O acesso à internet e a disponibilização de computadores às famílias economicamente mais vulneráveis deveriam ter sido acautelados desde o início deste ano letivo, sob pena das crianças e adolescentes que mais necessitam da escola pública voltarem a ficar para trás.

Por outro lado, a partir do momento em que este ano se optou pelo ensino presencial como regra, um conjunto de medidas deveriam ter sido implementadas de modo a garantir o direito ao ensino e a educação de todas as crianças e adolescentes:

  • a redução do número de alunos por turma,
  • a contratação de todo o tipo de profissionais ligados à escola (professores, assistentes operacionais, psicólogos),
  • a implementação das aulas e atividades extra-curriculares em novos contextos dentro e fora da escola,
  • e, sobretudo, um plano flexível e expedito que permitisse assegurar o apoio e a continuidade da escola durante os isolamentos pontuais mas frequentes dos alunos ou turmas que tivessem de ficar em casa, tirando partido dos professores em grupos de risco para assegurar o ensino e apoio remoto e assegurando que todos os alunos dispõem de equipamentos e internet.

Apesar de estarmos já no final de novembro, é possível ainda implementar estas medidas e garantir que o resto deste ano letivo seja mais produtivo e inclusivo nas escolas. 

Mais do que nunca, é preciso assegurarmos que o ensino seja centrado em cada aluno e focado nas suas necessidades.

O LIVRE considera que o contexto de pandemia deve constituir-se como uma oportunidade de reflexão sobre a transformação há muito devida na escola, no ensino e na educação em Portugal, para que seja absolutamente centrado em cada aluno.

Essa transformação tem necessariamente que garantir que a escola pública é o lugar de eleição para que uma educação de qualidade se constitua como um direito efetivo de todas as crianças e adolescentes.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Portugal vence Albânia e pode assegurar já um dos dois primeiros lugares no grupo

Portugal venceu hoje a Albânia, por 1-0, em jogo do Grupo E da fase de qualificação para o Euro2021 feminino de futebol,...

Pedro Sousa e Gastão Elias marcam encontro na segunda ronda do Maia Open

Dois vencedores portugueses da jornada vão estar frente a frente Antes, esta quarta-feira, estreia-se Frederico Silva

Tóquio2020 vai mesmo acontecer no próximo ano

Os Comités Olímpicos Europeus estão “muito seguros” de que os Jogos Olímpicos de Tóquio2020 vão mesmo realizar-se no próximo ano, mas deverá...

Covid-19: Comissão Europeia transferiu 40 mil ME do SURE a 15 países no último mês

A Comissão Europeia (CE) disponibilizou 40 mil milhões de euros a 15 Estados-membros, no último mês, ao abrigo do programa SURE, para...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: