9.3 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Dezembro 8, 2021
No menu items!
InícioRegionalUm mês depois do Halloween, caiu a máscara ao PS, acusa JSD...

Um mês depois do Halloween, caiu a máscara ao PS, acusa JSD distrital de Castelo Branco e Guarda

As Comissões Políticas Distritais de Castelo Branco e da Guarda da JSD congratulam o PSD por conseguir a tão almejada redução de 50% e 75% das portagens nas auto-estradas do Interior e desafiam os deputados do PS pela Beira Interior a justificarem a sua legitimidade após quebrarem o pacto assumido com os eleitores.
 
As portagens, desde a sua implementação pelo PS, no verão de 2010, têm vindo a sufocar a dinâmica, atração de investimento e a circulação de particulares e empresas nos territórios de baixa densidade.

“Até hoje só conhecíamos o lado negro deste filme.”, refere a JSD em comunicado.

Esta semana, com a aprovação da proposta do PSD, único partido que até agora conseguiu reduzir significativamente a portagens, finalmente, podemos dizer que se deu um primeiro passo para quebrar o ciclo de discriminação positiva e reforçamos a vaga de esperança que temos em acabar definitivamente com as mesmas.
 
Agora, todo o cidadão do Interior tem motivos para celebrar esta vitória. Não é ainda a vitória final que ambicionamos, mas é o começo do fim das portagens nos nossos territórios. Se, antes, o Estado Socialista tinha as duas mãos nos bolsos dos contribuintes do Interior, hoje já nos libertamos de uma delas e, em próximos episódios, conseguiremos tirar a que resta.
 
A JSD da Beira Interior encara este passo como um sinal muito positivo e que há muito a região merecia. 

“O Halloween foi há um mês, mas caiu agora a máscara. Hoje vemos nu o rosto do PS que outrora tanto carregava na maquilhagem e no botox. Decorridos nove anos, é o PSD que cumpre e que restitui justiça ao Interior face às portagens que o PS introduziu por resolução do Conselho de Ministros do Governo Sócrates.”, constata a JSD.
 
“Palavra dada, palavra não honrada do PS não é surpresa”, acrescentam.

“Fica, no entanto, o registo do espanto pela falta de seriedade, honestidade, sentido de compromisso. Em suma da incompetência dos deputados eleitos pelo PS nestes distritos. O Interior merece melhor e o PSD é a única alternativa aos tiques centralistas do socialismo.”, lê-se ainda no comunicado.
 
“Não esquecemos a inoperância do Ministério da Coesão Territorial. Parece que a Ministra Ana Abrunhosa não estava satisfeita com as medidas que o PS e ela própria apresentaram, como afirmou no Parlamento. O PSD substituiu-se ao Governo e aproveitou para lhe tirar esse peso dos ombros.”, referem no mesmo documento.
 
O Interior ganhou esta batalha e, com a vontade que caracteriza as gentes da região, vencerá a guerra e acabará definitivamente com as portagens. 

Uma palavra de gratidão às plataformas, movimentos, partidos, organizações e grupos da sociedade civil que nunca baixaram braços na defesa das suas gentes. 

A JSD assegura que continuará na trincheira do desenvolvimento do interior, por oposição ao PS, que, como ficou comprovado, está no outro lado da barricada, defendendo os sacos de votos do litoral, como fez com 130 milhões de passes sociais nas áreas metropolitanas.
 
A JSD da Beira Interior questiona ainda: que legitimidade têm os deputados do PS eleitos por estes dois círculos eleitorais, que prometeram uma coisa e votaram o seu contrário? Hortense Martins, Santinho Pacheco, Nuno Fazenda, Cristina Sousa e Joana Bento não cumpriram com o contrato que assumiram com os eleitores. 

Preferem subjugar-se aos interesses de Lisboa em vez dos da sua região?

Que influência têm eles afinal junto do seu partido?

Que justificação deram aos seus eleitores, depois de dois dias de um silêncio ensurdecedor?

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: