8.9 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Janeiro 28, 2021
No menu items!
Início Nacional 'Chef' Ljubomir Stanisic hospitalizado depois de seis dias de greve de fome

‘Chef’ Ljubomir Stanisic hospitalizado depois de seis dias de greve de fome

O ‘chef’ Ljubomir Stanisic, um dos rostos do movimento “A Pão e Água” e que estava há seis dias a fazer greve de fome em frente ao parlamento, foi hoje transportado para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

A informação foi confirmada à agência Lusa por José Gouveia, um dos manifestantes que também está a fazer greve de fome, que disse que Ljubomir tinha sido transportado para uma unidade hospitalar ao início da noite.

O manifestante disse que em causa estavam “os níveis de açúcar no sangue”, não só de Ljubomir, mas também das restantes pessoas que estão a participar neste protesto.

Questionada pela Lusa, fonte do INEM confirmou a equipa acionada “de forma preventiva” para “avaliar a eventual necessidade de cuidados psicológicos manifestantes” detetou “um manifestante com sinais e sintomas que mereciam avaliação médica urgente”.

Foram “mobilizadas uma ambulância e uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) para avaliação, assistência e transporte a unidade hospitalar”, prosseguiu a mesma fonte, acrescentado que o manifestante foi transportado para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Contudo, a fonte não confirmou a identidade da pessoa transportada.

O grupo é composto por oito homens e uma mulher e está a fazer greve de fome há seis dias.

O grupo está acampado, numas instalações improvisadas com tendas e aquecedores, em greve de fome até que o Governo os receba para encontrarem soluções para os seus negócios, que dizem estar a ir à ruína.

O Governo anunciou, na semana passada, as medidas de contenção da pandemia da covid-19 para o novo período de estado de emergência: nas vésperas dos feriados, o comércio encerra a partir das 15:00 em 127 concelhos do continente classificados como de risco “extremamente elevado” e “muito elevado” e mantêm-se os horários de encerramento do comércio às 22:00 e dos restaurantes e equipamentos culturais às 22:30 nestes concelhos e em mais outros 86 considerados de “risco elevado”.

No dia 14 deste mês, o ministro da Economia disse que o apoio excecional aos restaurantes dos concelhos abrangidos pelo estado de emergência para os compensar pela receita perdida nestes dois fins de semana acenderá a 25 milhões de euros e será pago em dezembro.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: