11.9 C
Castelo Branco
Domingo, Janeiro 24, 2021
No menu items!
Início Internacional Pedro Salvado Coordenador em Portugal do GSIM

Pedro Salvado Coordenador em Portugal do GSIM

O investigador albicastrense Pedro Salvado, diretor do Museu do Fundão, foi nomeado delegado em Portugal do Grupo Salamanca de Investigação em Museus e Património Ibero-americano (GSIM), unidade de investigação que reúne museus e universidades do Brasil, Chile, Argentina, México, Espanha, entre outros países.

O Grupo assumiu a referência salmantina em homenagem à sua Universidade, realçando o papel de convergência e de ligação entre centros de saber que esta secular instituição tem vindo a desempenhar, contribuindo para o reforço de programas de investigação interuniversitários entre a Península Ibérica e o mundo ibero-americano.

Salamanca será o centro base do Grupo, e a museologia e o património serão, no futuro, reforçados nos conteúdos académicos nas áreas ministradas pelas ciências sociais, principalmente pela antropologia social.

Estão a ser contruídos projetos de cooperação transfronteiriça entre a raia central de Espanha e de Portugal ao abrigo dos novos quadros económicos comunitários anunciados, onde a região da Beira Baixa e a cidade de Castelo Branco se incluirão como territórios de estudo centrais.

Para Angel Espina Bárrio, presidente da Junta Diretiva do GSIM e professor da Universidade de Salamanca «o Grupo tem na Beira Baixa um campo de estudo alargado e singular.

Trabalhos de campo

A região conta com excelentes investigadores e profissionais académicos muito ligados a Salamanca.

Os políticos destas terras estão também muito sensibilizados para uma colaboração efetiva apoiando estudos fundamentais para a preservação da memória e identidade num mundo muito competitivo e em mudança acelerada.

Os museus e o património são realidades fundamentais para a continuidade identitária dos territórios.

Pedro Salvado, antigo aluno e colaborador da USAL, é a escolha acertada pelos anos e pela qualidade do trabalho que tem vindo a desenvolver em prol da cooperação culturalibérica».

Para Pedo Salvado a nomeação «é um desafio que vamos abraçar e ligar a nossa região a essas escalas. O nosso programa para Portugal pretende estabelecer e promover ligações com instituições académicas e museais que tenham vínculos históricos, culturais, sociais e económicos com os países ibero-americanos, reconhecendo e valorizando a diversidade dos seus povos e promovendo valores como a paz e o respeito cultural. A História das migrações será uma das nossas áreas de trabalho, assim como o estudo das novas fronteiras nas sociedades contemporâneas e a sua ligação com os museus».

Recorde-se que Pedro Salvado é o coordenador do projeto ‘Memórias da Travessia’, em desenvolvimento pelo Museudo Fundão, o único Museu português a ser reconhecido, pelo Iber Museus, com o Prémio de Educação- 2020, que visa a construção de um arquivo das memórias das migrações que tenham como origem ou destino estas regiões do Interior de Portugal, no passado e, principalmente, no presente.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: