-0.4 C
Castelo Branco
Sábado, Janeiro 16, 2021
No menu items!
Início Nacional APOFEN lança campanha “Live Unlimited PKU” em Portugal

APOFEN lança campanha “Live Unlimited PKU” em Portugal

Associação de doentes, em conjunto com outras seis associações, dinamiza campanha em colaboração com a BioMarin

  • O objetivo desta campanha é sensibilizar os doentes, familiares, profissionais de saúde e comunidade em geral sobre esta doença;
  • A PKU é uma doença rara que pode provocar grave incapacidade intelectual e motora e obriga a dieta restrita, evitando peixe, carne, leite, ovos e outros derivados ao longo da vida.
  • Em Portugal, estima-se que a incidência desta doença rara seja de cerca de 1/10.000 recém-nascidos.

A Associação Portuguesa de Fenilcetonúria e Outras Doenças Metabólicas (APOFEN) lança a campanha “Live Unlimited PKU” em Portugal com o objetivo de sensibilizar os doentes, familiares, profissionais de saúde e comunidade em geral para o estigma associado a viver com Fenilcetonúria (ou PKU), doença hereditária rara do metabolismo das proteínas.

A consciencialização desta patologia rara por parte do doente é meio caminho andado para conseguir gerir a doença e levar uma vida o mais normal possível.

Esta campanha de sensibilização está disponível em cinco países: Itália, França, Suécia, Turquia, Espanha e agora em Portugal, em colaboração com a APOFEN –  https://liveunlimitedpku.com/pt-pt/.

Para além de disponibilizar informação sobre o que é a PKU, sobre os cuidados a ter e a gestão necessária ao longo de toda a vida, este website também tem informação sobre as seis associações envolvidas, que estão disponíveis para prestar todo o apoio aos doentes de PKU.

Para além disso, também estão disponíveis testemunhos de doentes dos diferentes países, inclusive um português, onde cada um deles partilha a sua experiência de vida e contam como é viver com PKU.

Com o objetivo de tornar esta campanha mais dinâmica, serão adicionados regularmente novos conteúdos, na forma de pequenos vídeos informativos, que vão falando desta doença rara, desde o nascimento até à idade adulta.

Ivan Correia, doente português com PKU, tornou-se um desportista de alta competição e é um exemplo de superação da doença. 

O desporto sempre foi uma das minhas grandes paixões, desde o futebol, trail, atletismo e agora o triatlo, um desporto que me coloca à prova, física e psicologicamente. Ser desportista requer um cuidado redobrado ao nível da alimentação, mas o facto de ter PKU não me impede de viver sem limites, afirma.

Em Portugal existe um modelo de referenciação exemplar onde, após o diagnóstico, o processo é encaminhado de imediato para os centros de referência de modo a garantir o melhor acompanhamento do recém-nascido.

Estes centros de referência são reconhecidos a nível nacional pelas suas equipas multidisciplinares que acompanham o doente ao longo da vida.

Em Portugal, estima-se que a incidência seja de cerca de 1/10.000 recém-nascidos.

A Fenilcetonúria, ou PKU, é uma doença hereditária rara do metabolismo das proteínas, que pode ser diagnosticada após o nascimento através do Teste do Pezinho.

Esta doença caracteriza-se pela acumulação de fenilalanina no sangue, devido ao défice da enzima (fenilalanina hidroxilase (PAH)) que a metaboliza.

A PKU é uma doença que, se não for tratada, pode ter graves consequências a nível cerebral como atraso de desenvolvimento psicomotor, défice intelectual de grau variável e outras manifestações neurológicas como problemas motores, epilepsia e perturbações do comportamento.

A dieta é extremamente restrita, evitando carne, peixe, ovos, leite, laticínios e outros derivados eé importante o rastreio das várias deficiências que podem surgir, como de oligoelementos e vitaminas inerentes a esta restrição.

Além dos cuidados especiais necessários na infância e adolescência, é uma condição a gerir ao longo de toda a vida.

A presidente da APOFEN, Elisabete Almeida, refere que aceitámos lançar a campanha “Live Unlimited PKU” em conjunto com outras seis associações  e em colaboração com a BioMarin, com o objetivo de termos mais uma ferramenta disponível como fonte de informação sobre esta doença e também para sensibilizar as entidades competentes para a importância de proporcionar uma melhor qualidade de vida.” Elisabete Almeida acrescenta ainda que “o mote desta campanha, “Live Unlimited PKU”, ou seja, viver sem limites com PKU, pretende chamar a atenção para a importância dos cuidados a ter com a alimentação e o acesso regular a equipas multidisciplinares, de forma a aumentar a consciencialização sobre a doença como uma condição a gerir ao longo da vida”.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: